Foto: Clár McWeeney

Your Vagina

Secura vaginal: por que acontece e o que pode ser feito?

por Jen Bell, Former Writer at Clue Revisado por Nicole Telfer, Science Content Producer
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp
An image for a banner Ad for the Let's Get Checked product

*Tradução: Sarah Luisa Santos

Coisas importantes a saber: 

  • A secura vaginal pode ter causas físicas ou psicológicas

  • Lubrificação vaginal é geralmente muito ligada aos níveis do hormônio estrogênio, que muda de acordo com a fase da vida 

  • Remédios (incluindo pílula anticoncepcional) podem causar ressecamento vaginal

  • Você pode ter uma vida sexual feliz e saudável mesmo que você não produza muito lubrificante vaginal natural 

Ressecamento vaginal é comum mas tratável, e pode acontecer em qualquer idade. Entre os sintomas estão uma sensação de queimação, desconforto vaginal ou coceira, corrimento não usual, ou dor durante o sexo ou masturbação. 

Existem diversas razões para o ressecamento vaginal, tanto psicológicas quanto físicas. Se você está mais seca do que gostaria durante o sexo, ou está sentindo um desconforto geral com a secura vaginal, aqui estão algumas das possíveis causas – e soluções: 

Por que minha vagina está seca? As causas mais comuns de ressecamento vaginal 

Ressecamento vaginal e os níveis de estrogênio 

O estrogênio ajuda a manter a vagina hidratada e a espessura do tecido vaginal. Vaginite atrófica (atrofia vulvovaginal) é uma condição comum que pode acontecer quando os ovários produzem uma quantidade baixa de estrogênio, e isso inclui os sintomas proeminentes de ressecamento vaginal (1).

Seu corpo produz menos estrogênio: 

  • Na menopausa – então é classificado como síndrome geniturinária da menopausa

  • Na amamentação 

  • Com remédios que interferem nos hormônios reprodutivos e seu equilíbrio, como aqueles para tratar câncer de mama ou certos hormônios que liberam gonadotrofina coriônica. 

  • Remoção dos ovários, quimioterapia, terapia de radiação na pélvis (1-5)

Lubrificação vaginal e sexo 

Se você está notando ressecamento vaginal durante o sexo, isso pode acontecer por inúmeras razões. Talvez o que o seu/sua parceiro/a está fazendo não está excitando você o suficiente. Se você se nota excitação, mas a secura continua, seu corpo talvez apenas precise de tempo para acompanhar o cérebro. Se você está sentindo ressecamento vaginal e falta de desejo sexual, você pode estar com a libido baixa, que pode ser causada por diversos fatores, incluindo remédios e outras condições de saúde. Ou, talvez você não esteja curtindo tanto o/a parceiro/a e os atos que estão fazendo juntos. 

Seu desejo sexual é influenciado por alguns dos mesmos hormônios que variam com o seu ciclo, como estrogênio e progesterona. 

Você pode achar que seu desejo tende a aumentar nos dias próximos da ovulação e diminuir depois que a ovulação acabar (6,7). O desejo sexual pode ser mais baixo quando a progesterona é produzida durante a fase lútea (os dias depois da ovulação que antecedem a menstruação) (7). Como os hormônios reprodutivos influenciam no desejo e nas preferências pode não ser igual para todo mundo; algumas pessoas relatam ter um desejo sexual maior antes da menstruação, enquanto outras pessoas relatam ter uma baixa na libido (8). Acompanhar o seu desejo sexual ao longo do seu ciclo pode ajudar você a descobrir o que é verdade no seu caso. 

Uma mão segurando um celular com o Clue app aberto

Baixe o Clue e registre todo sobre sua vagina: sangramento, sexo, contracepção e corrimento.

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 2M+ avaliações

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 2M+ avaliações

Tratamentos para ressecamento vaginal 

Se você está sentindo ressecamento vaginal depois que começou a tomar remédios ou alguma forma de anticoncepcional: fale com sua assistência médica para tentar outra alternativa que seja melhor para o seu corpo. 

Se você suspeita que seu ressecamento pode ser causado por níveis baixos de estrogênio, existem diversas opções de tratamento: hidratantes vaginais ou lubrificantes, estrogênio para aplicação local em creme ou tablete, terapia sistêmica de estrogênio (e progesterona), ou receptores modulares de estrogênio (SERMs) (3). Procure sua assistência médica para ver qual a melhor opção. 

Se o que o seu/sua parceiro/a está fazendo não funciona para você: vocês podem tentar discutir preferências sexuais e o que não gostam – vocês podem até descobrir que apenas o ato de falar sobre isso pode aumentar a excitação. Se você não está sentindo desejo suficiente pela pessoa, depende de você o que fazer: reavaliar a relação ou investigar se o que causa sua baixa libido tem a ver com a sua saúde. 

Se você sente excitação mas não a umidificação: passar mais tempo nas preliminares pode ser uma forma de aumentar a lubrificação natural. Outra opção é usa um lubrificante pessoal durante a atividade sexual ou masturbação. 

Use lubrificante pessoal para um “sexo melhor” 

Em um estudo de 2013, o lubrificante foi associado com altas avaliações de prazer sexual e satisfação tanto na masturbação quanto em atividades sexuais com parceiros. Nove entre dez mulheres em um estudo concordaram ou concordaram completamente que o lubrificante fez com que o sexo ficasse “mais confortável”, “mais prazeroso” ou simplesmente “melhor” (9). 

Lubrificantes feitos com água ou silicone podem ser usados com camisinhas de látex e diafragmas. Produtos à base de óleo, como geleia de petróleo, óleo de bebê, óleo mineral ou óleo vegetal não são saudáveis para usar internamente, e podem danificar a camisinha de látex ou diafragma e fazer com que sejam menos efetivos na prevenção de uma gravidez ou ISTs

Um estudo publicado no jornal de Obstetrícia e Ginecologia descobriu que mulheres que usaram a geleia de petróleo como lubrificante tiveram o dobro da probabilidade de ter vaginite bacteriana (10) do que as que não usaram. Cremes para o corpo ou mãos também não são recomendados, e podem irritar o tecido vaginal. 

Se você prefere usar algo natural, evite usar produtos alimentícios como óleo de oliva ou óleo de côco já que eles podem levar a uma infecção por fungos ou uma vaginite bacteriana. Em vez disso, experimente lubrificantes orgânicos ou a base de água mas sem aditivos. 

Outras possíveis causas da secura vaginal 

Além do desejo sexual e níveis de estrogênio, existem alguns fatores que podem afetar a lubrificação vaginal: 

A secura vaginal pode ser um efeito colateral de alguns medicamentos ou contraceptivos. Converse com sua assistência médica para descobrir se a origem de seu ressecamento vaginal pode ser na verdade por causa de algum medicamento ou contraceptivo (11). 

Fumantes de cigarro demonstraram ter um aumento no risco de uma menopausa precoce comparadas com não-fumantes. Isso significa que os sintomas da vaginite atrófica podem aparecer em uma idade mais jovem nessa população (2). 

A síndrome de Sjögren pode ser outra possível causa de ressecamento vaginal ou de outros tipos de ressecamento. Essa é uma doença autoimune na qual as glândulas do corpo não estão produzindo hidratação suficiente (12). 

Se você conferiu tudo e ainda não achou a causa, talvez você tenha alergia aos químicos do sabonete, do lubrificante ou de produtos de higiene que usa – estes também podem causar ressecamento vaginal ou irritação. Tente trocar para produtos naturais e se lavar com sabonetes sem perfume ou apenas água para ver se os sintomas melhoram. 

Sua vagina tem a capacidade de se auto-limpar portanto não existe a necessidade de usar nenhuma ducha ou desodorante vaginal – na verdade, isso pode ser prejudicial. Pesquisas ligaram essa prática com o aumento de infecções bacterianas e por fungos, inflamações da pélvis, câncer cervical, aumento de DST, infecções do trato genital superior, endometriose e outras condições de saúde (13,14).

An image for a banner Ad for the Let's Get Checked product

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares