Ilustração gráfica de um óvulo, um folículo rompido e raios que representam a dor da ovulação.

Ilustração: Katrin Friedmann

Cólicas e dores

Tudo sobre a dor de ovulação

Cerca de 1 em cada 3 pessoas sente dor por volta do período em que o óvulo é liberado pelo ovário. Veja aqui como saber se você está passando por isso.

*Tradução: Juliana Secchi

Você já sentiu uma pontada ou dor em um dos lados do seu abdômen inferior? Isso aconteceu duas semanas antes da sua menstruação? Pode ser ovulação.

Dor de ovulação, às vezes também chamada de dor do meio do ciclo, pode surgir como uma dor aguda ou como uma cólica suave e acontece do lado do abdômen onde o ovário está liberando um óvulo (1–3). Geralmente acontece entre 10-16 dias antes do início da menstruação e não é perigosa, além de ser normalmente leve. Costuma durar algumas horas, para algumas pessoas pode durar alguns dias.

Monitorar a dor de ovulação em seu Clue app pode te ajudar a saber quando esperar por ela.

Em nossas análises, descobrimos que 1 em cada 3 pessoas monitoram a dor de ovulação regularmente no Clue app.

Pesquisas em andamento realizadas no Max Planck Institute por Ruben Arslan, colaborador do Clue, descobriram que cerca de 1 em cada 3 pessoas—36% para ser mais exato—monitoram a dor de ovulação regularmente no Clue. (A partir de usuários do Clue que não fazem uso de contraceptivo hormonal e que monitoram de forma relativamente consistente).

Outras descobertas interessantes sobre dor de ovulação:

  • Muitas vezes as pessoas não sentirão a dor em todos os ciclos. Isso é semelhante ao que foi encontrado em outras pesquisas com pequenas amostras.

  • Pessoas que monitoram a dor de ovulação geralmente relatam sentir em cerca de metade de seus ciclos. Outras reportam a dor em todos os ciclos.

  • A maioria das pessoas monitora a dor de ovulação por apenas um dia por ciclo, mas algumas monitoram por dois dias ou mais.

A dor de ovulação pode ajudar a prever o momento da ovulação?

Estatisticamente, monitor no Clue o período da dor de ovulação parece ser bastante promissor como um preditor de ovulação. Isso não significa que você deve incorporá-lo ao seu método de monitoramento de fertilidade ainda—mas é interessante para os pesquisadores.

Em alinhamento com pesquisas anteriores que usaram ultrassom para determinar o dia em que uma pessoa ovulou, as pessoas costumam rastrear no Clue a dor de ovulação no exato dia anterior a uma ovulação prevista. Essa pode ser uma descoberta adicional para apoiar uma teoria do porquê a dor de ovulação acontece—pressão pelo crescimento folicular (descrevemos isso abaixo). Contudo mais pesquisa se fazem necessárias para saber ao certo.

Outras pessoas monitoram a dor de ovulação no mesmo dia da sua ovulação estimada no Clue, ou totalmente fora dessa janela. O período da ovulação é estimado por meio de testes do hormônio luteinizante (HL) ou de forma retroativa, pela data de início da próxima menstruação. Ambos métodos podem ser inexatos (ultrassom é considerado o melhor).

Esse é o maior conjunto de dados sobre dor de ovulação já registrado a ser incluído em pesquisa.

Ver o que se alinha ou difere dos estudos com pequenas amostras é um experimento novo e animador que ajudará a preparar o caminho para descobertas futuras. Isso graças a todos os usuários do Clue que contribuem para essa pesquisa por meio do monitoramento.

Como tratar dor de ovulação

Não existem recomendações de tratamentos padrão para a dor de ovulação; para a maioria das pessoas não é algo doloroso o suficiente, ou então dura muito pouco para sequer se importar com tratamento para a dor.

Se não for esse o seu caso, um remédio para dor que não é preciso receita médica pode ajudar. Compressa ou banho quente também ajudam a aliviar a dor para algumas pessoas. No entanto, se a dor for severa, converse com seu(ua) profissional de saúde. Medicamentos hormonais às vezes são usados para interromper a ovulação caso outros métodos não tenham funcionado e a dor estiver atrapalhando a rotina diária.

O que causa a dor de ovulação?

Pesquisadores ainda não sabem exatamente o que causa a dor de ovulação. Na literatura médica, tentativas de responder esse questionamento datam de meados de 1800s. Um século depois, a resposta segue indefinida.

Apresentamos aqui algumas teorias para a causa.

Tensão de um folículo em crescimento no ovário, e a resposta inflamatória que essa tensão cria (4).

Folículos são sacos que contém seus óvulos. Eles normalmente crescem para cerca de dois centímetros de diâmetro antes de serem liberados nas trompas de Falópio (5–8). Prostaglandinas (os mesmos compostos inflamatórios envolvidos na menstruação) são produzidos à medida em que o músculo ovariano contrai ao redor do folículo em crescimento, possivelmente causando dor.

Ilustração da progressão da fase folicular nos ovários

Pesquisas que usaram ultrassom para determinar o momento da ovulação descobriram que a dor de ovulação era tipicamente sentida por volta do período de pico do hormônio luteinizante (HL), cerca de 24-48 horas antes da ovulação (4). A dor ía e vinha antes da ruptura do folículo. Isso foi questionado em outros estudos.

A liberação do óvulo por si só também é um processo inflamatório, mas não é considerado uma possível causa para a dor de ovulação. As prostaglandinas podem ajudar a facilitar a liberação do óvulo, uma vez que o tecido do folículo se decompõe para que o óvulo consiga passar (9). Pesquisas descobriram que tomar altas doses de medicamentos antiinflamatórios para a dor antes da ovulação podem até mesmo impedir que ela aconteça (10).

Irritação na cavidade abdominal pelo sangue do folículo quando ele se rompe para liberar o óvulo (1).

Provas de ultrassom em um estudo apontaram que em 2 de 3 ciclos 5ml de líquido estava visível no abdômen. Esses ciclos estavam mais propensos a estarem associados à dor de ovulação. A suspeita é de que o "líquido" seja sangue e de que tenha sido liberado quando o folículo libera um óvulo. Os pesquisadores puderam visualizar esse líquido até dois dias após a ovulação (1).

Havia também uma teoria de que cólicas no útero e nas trompas de Falópio ou movimentos intestinais causavam a dor (4), mas isso foi amplamente descartado.

Como saber se você está sentindo dor de ovulação

Monitore no seu ciclo o período em que sente a dor Algumas pessoas sentem dor de ovulação pela primeira vez quando começam a menstruar. Para outros começa mais tarde, mas é mais comum em pessoas com menos de 30 anos (3).

Para algumas pessoas, a dor de ovulação acontece por volta da mesma época todos os ciclos (quando acontece). Para outros, é mais irregular. Isso depende da regularidade da ovulação. A dor é normalmente sentida logo antes da ovulação acontecer.

Para algumas pessoas, sangramento de ovulação também acompanha a dor de ovulação (3).

Imagem de três telas mostrando o aplicativo Clue

Você pode registrar suas dores de ovulação no Clue; baixe o app

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store

4.8

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

2M+ avaliações

2. Monitore se você sente no lado esquerdo, lado direito ou ambos

Dor de ovulação é mais sentida no lado em que o ovário está liberando um óvulo naquele ciclo.

Para cerca de metade das mulheres, a ovulação é alternada entre os ovários direito e esquerdo (11), o que pode explicar porquê algumas pessoas observam a dor alternando de um lado para o outro (3).

Para a outra metade, o lado da ovulação é mais aleatório, o que significa que a dor não é tão claramente alternada. Ainda assim, cada ovário acaba ovulando a mesma quantidade que o outro de uma forma geral (11).

A maioria das pessoas sente a dor em um lado ou no outro, mas outras alegaram sentir em ambos lados ao mesmo tempo, com mais dor em um lado do que no outro (12). Pessoas também afirmaram sentir dor de ovulação igual em ambos lados em alguns ciclos, possivelmente indicando ciclos nos quais cada ovário libera seu próprio óvulo.

Algumas pessoas podem apenas sentir dor em um lado ou no outro, já que é possível que apenas um ovário seja a origem da dor. Um estudo mais antigo (leia-se: macabro, digno de espanto) descobriu que a dor às vezes era eliminada por meio de tratamentos onde um único ovário era cirurgicamente removido (3). Uma teoria é que algumas pessoas podem apresentar aderências em apenas um dos dois ovários (2). Aderências podem restringir os folículos ou ovários de alguma forma e a dor é sentida quando o HL está no pico para desencadear a ovulação.

3. Monitore quanto tempo dura

A maioria das pessoas afirma que sua dor de ovulação dura entre 6 e 12 horas (4). No Clue a maioria das pessoas que monitora a dor de ovulação informa apenas um dia. Outros monitoram por dois dias ou mais, mas é difícil saber até que ponto outro fatores influenciam, tal como dor de ovulação devido a endometriose.

4. Monitore as sensações e a gravidade

As sensações da dor de ovulação é tão única quanto a pessoa que a sente. Para alguns, não é doloroso mas sim desconfortável—algumas pessoas descreveram a dor como sensação de estar cheio ou como uma espécie de tensão (3). Para outros, foi descrita como algo parecido a uma cólica, uma pontada, leve e intermitente. É leve para a maioria, mas mais aguda e dolorosa para outros (1,3).

Você pode monitorar a gravidade da dor de ovulação usando a opção das etiquetas customizadas no Clue.

Outras causas da dor de ovulação na região dos ovários

Uma apendicite, gravidez ectópica ou complicações por um cisto no ovário podem todas ter sintomas parecidos aos da dor de ovulação, mas tendem a ser mais severos e inesperados. Essas condições requerem tratamento médico imediato. A dor pélvica contínua pode ser sinal de uma condição ou infecção, como doença inflamatória pélvica ou endometriose, que também exigem tratamento ou manejo por um(a) médico(a).

Pessoas com cistos ovarianos têm folículos que crescem e podem se romper. As rupturas de cistos ovarianos são semelhantes à ovulação mas estão associadas à ovulação irregular, envolvem cistos de tamanho fora do normal e tendem a ser mais graves. A ruptura causa dor moderada a severa e pode levar a outras complicações (13). Cistos ovarianos não são incomuns e podem ser causados por alguns tipos de contraceptivos hormonais, como DIUs hormonais (14, 15). Outros tipos de contraceptivos hormonais que interrompem a ovulação às vezes são usados para tratar cistos ovarianos persistentes. Converse com seu(ua) profissional de saúde sobre qualquer dor abdominal moderada ou severa.

An illustration of a hand pressing a button

Let's support one another.

and champion menstrual health together. Make an impact today in one click.

An illustration of a hand pressing a button

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares