Foto: Franz Grünewald

TPM e TDPM

TPM: conheça e monitore os sintomas para viver melhor

O que aprendi com o Clue para amenizar a TPM.

por Mariana Rezende, Colaboradora
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

Já há alguns anos tenho notado que, desde que comecei a acompanhar o meu ciclo menstrual com o Clue, tenho tido TPMs mais “controladas”, digamos.

Uso as aspas, porque não necessariamente deixei de ter TPM, mas, por saber quando ela acontece e quais são as principais transformações físicas e psicológicas que tenho ao longo do mês. Assim, consigo ter uma noção maior de que às vezes meus sentimentos podem estar mais intensificados por causa dela.

Se estou mais irritada com transeuntes que esbarram em mim sem querer, se choro vendo histórias de superação de YouTubers ou se sinto uma vontade desorganizada de comer um doce que precisa ser complementado por um salgado, que por sua vez precisa ser rebatido por um doce e assim sucessivamente, já sei que estou na TPM.

Gradualmente, vou percebendo que quaisquer emoções confusas, reações contraditórias e dificuldades em tomar decisões podem apenas querer dizer isso, estou de TPM. Posso respirar fundo e esperar uns dias para retomar o meu eixo.

Comecei meu processo de acompanhamento do ciclo com um caderninho

Estava em uma fase mais depressiva e queria diferenciar a TPM do estado geral da minha saúde mental. Nele eu marcava o dia do mês, usava canetinhas coloridas para sublinhar se era antes, durante ou depois da menstruação, e descrevia as alterações básicas de humor e fome.

Essencialmente, minha rotina de acompanhamento durava em torno da TPM e em tentar fazer magicamente com que ela deixasse de existir, sem necessariamente aceitar que ela fazia parte de um ciclo completo, sem conseguir compreender o aspecto cíclico do meu sistema reprodutivo.

Uma mão segurando um celular com o Clue app aberto

Dores? Libido? TPM? Humor? Pílula? Você pode registrar tudo no Clue e saber mais sobre seu corpo

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 2M+ avaliações

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 2M+ avaliações

A tensão pré-menstrual (TPM) e o uso do Clue app

Depois de uns anos comecei a usar o Clue e fui percebendo mais sobre essa perspectiva cíclica, além de todos os sintomas que poderia rastrear durante o mês todo, não só na TPM.

Foi ficando muito mais fácil perceber em quais fases do mês eu estava mais ativa e pronta para iniciar projetos ou me concentrar mais no que estava fazendo, e em quais fases eu me sentia mais antissocial e sensível, e que poderia (tentar!) me dar ao luxo de me recolher e ver séries e não fazer absolutamente nada.

Registre no Clue app como seu corpo se manifesta diariamente em dezenas de categorias:

A importância da alimentação na TPM

Para muitas pessoas, a TPM é uma oportunidade de se afundar em chocolates e gordices de toda sorte, mas no meu caso, por exemplo, descobri que esse tipo de alimentação só intensifica ainda mais meus sintomas. Alguns alimentos e bebidas (álcoolicas e café), combinados com a flutuação hormonal, podem ser mais inflamatórios para o corpo, podendo ter alguma relação com o excesso de inchaço, cólicas e dores na lombar, dentre outros.

Chocolates ao leite (meus preferidos), por conterem um alto teor de açúcar, podem aumentar o processo inflamatório e consequentemente as dores menstruais, assim como hambúrgueres e pizzas, que com seu alto teor de sódio podem aumentar o inchaço.

Ainda há muito que podemos aprender sobre a relação entre TPM e alimentação e nem todas as pessoas são iguais e apresentam os mesmos sintomas, por isso acredito que meu processo de autoconhecimento com o uso do Clue tem sido importante: observar meu próprio corpo, comer e dormir melhor, fazer caminhadas e assistir comédias têm sido maneiras de conviver melhor com a TPM e me sentir mais bem cuidada por mim mesma.

É muito comum nossos humores e emoções mudarem na TPM; registre tudo no Clue e você pode vir a entender melhor esse padrões e sintomas:

Perguntamos a usuárixs do Clue sobre suas vivências com a TPM e o rastreamento com o Clue

Os relatos são anônimos.

“Eu sei quando minha irritabilidade ou sensibilidade extrema é porque é TPM e procuro não descontar nos amigos. Também consigo cuidar melhor da pele e do cabelo.”

“Saber a estimativa da menstruação me ajuda a diferenciar mudanças de humor relacionadas à alteração de hormônios das mudanças de humor relacionadas à saúde mental.”

“Clue me ajudou muito a me entender. Não existe nada mais poderoso que compreender a si!”

“Eu conheci o Clue na revista Galileu, lá dizia que a diferença do Clue era 'não ser de menininha'. Isso me chamou muito atenção. Comecei a usar diariamente, me empoderou muito. A frequência de preenchimento do app começou a diminuir e hoje só coloco quando estou efetivamente menstruada (confesso que a preguiça dá uma colaborada). Geralmente eu percebo que estou irritada e quase que instantaneamente o Clue me avisa que estou na TPM :) AMO VOCÊS!!!”

Vamos continuar essa conversa no Twitter? Siga @clueapp_pt e conte pra gente como usar o Clue ajuda você a viver melhor com sua TPM.

Aprenda sobre seu corpo e saúde feminina

A Steph do Clue te convida a ler nossa newsletter
Oi, eu sou a Steph! Enviaremos histórias educativas e curiosas sobre saúde feminina, além de compartilhar dicas e truques para você aproveitar o Clue app ao máximo!

Algumas leituras complementares sobre TPM, ciclo menstrual e o Clue app:

An illustration of a heart

Gostou dessa leitura? Ajude-nos a criar ainda mais conteúdo: contribua com nossa pesquisa científica. Donate now

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares