Ilustração: Marta Pucci

TPM e TDPM

Exacerbação pré-menstrual: a TPM e a saúde mental

por Clár McWeeney, Ex-Editora de Conteúdo do Clue
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

*Tradução: Jade Augusto Gola

Nota: o termo perimenstrual é o mais preciso para descrever as vastas experiências possíveis das pessoas antes e durante a menstruação. Pré-menstrual implica que há um término dos sintomas uma vez que a menstruação "desce", o que não é o caso para todo mundo.

Eu sofro de ansiedade há mais de uma década e de depressão já faz um ano. Só comecei a prestar atenção ao meu ciclo quando eu comecei a usar a tabelinha (monitoramento da fertilidade)†. Isso me deu um entendimento intensivo sore meu corpo. Depois de monitorar muitos aspectos de minha saúde no Clue app, eu notei alguns pontos cruciais das fases do meu ciclo menstrual: eu me sentia extra motivada durante a fase folicular e com mais tesão e vívida durante a ovulação.

Daí eu percebi que minha experiência pré-menstrual mudava.

Sempre sofri com cólicas, seios inchados, espinhas e irritabilidade—mas minha vitalidade e sintomas emocionais começavam a piorar antes da menstruação, a cada ciclo: mudanças bruscas de humor, letargia, puro desespero e muita choradeira. Comecei a pensar que sofria de TDPM (transtorno disfórico pré-menstrual), e assim que a depressão se aprofundava e a ansiedade crescia, eu notei flutuações no meu humor e energia ao longo do meu ciclo. Como eu funcionaria a cada dia era sempre uma aposta, e nos dias antes da minha menstruação eu notava que a sensação de estar totalmente sobrecarregada com tudo era amplificada.

A tensão pré-menstrual TPM é pouco estudada e é uma experiência mal compreendida. É geralmente generalizada de forma satírica embora seja uma ocorrência única para cada pessoa. Há uma noção equivocada atribuindo humores pré-menstruais negativos para o todo da população. Essa crença permanente precisa ser desafiada porque perpetua conceitos nocivos que associam a biologia feminina inata com emotividades negativas (1). Nem toda mulher ou pessoa com ciclo tem uma experiência perimenstrual negativa.

Sim, para algumas pessoas a TPM pode ser ilustrada por brigas chorosas com parceiros(as) sobre qual tipo de leite sem lactose comprar para depois beberem capuccino, notando com bom humor "oh, era a TPM!".

Mas para algumas pessoas não é algo leve, de se fazer brincadeiras. Quando minha saúde mental piorou, essas briguinhas triviais não eram especificas de um momento do meu ciclo, durante minha fase pré-menstrual elas se tornaram mais sérias e difíceis de serem superadas.

Eu me canso por causa da TPM ou pela depressão? Estou debilitada e com um humor obscuro por causa da minha ansiedade ou da TPM? Estou choramingando por causa da depressão, da TPM ou da ansiedade?

Essa é a confusão propiciada por ter condições mentais e um ciclo menstrual. Sentir-se desgastada e instável não são aspectos específicos de uma fase do ciclo, mas para algumas pessoas esses estados podem realmente piorar durante esse período.

É um pouco sexista e degradante ter que lidar com convulsões emocionais e daí alguém resumir tudo isso a uma "coisa da TPM". É um aborrecimento também quando você está mal, de fato sofrendo de variações pré-menstruais de humor e, uau que surpresa, notar que está na fase perimenstrual. Adicione depressão ao mix, e eis que temos um quebra-cabeça completo.

Finalmente entendi minha confusão toda quando descobri o termo exacerbação pré-menstrual: quando estou prestes a menstruar e os sintomas da minha saúde mental estão sobrecarregados.

Exacerbação pré-menstrual é quando as condições físicas e mentais são agravadas na fase pré-menstrual.

Tratam-se de sintomas exacerbados na fase pré-menstrual de ansiedade, depressão, asma, inflamações intestinais e outras condições físicas e mentais que são exacerbadas, sobrepostas e/ou confundidas com os sintomas menstruais (2–4).

A prática de meditação focada em atenção (mindfulness) me ajudou a estar mais ciente do que o meu corpo e meu cérebro estão vivenciando. Assim como a tabelinha requer atenção redobrada e monitoramento disciplinado dos processos de seu corpo, a terapiade mindfulness requer elevada atenção em relação à consciência.

Quando minha fase lútea começa, eu reconheço que posso estar propensa a sintomas físicos e mentais mais negativos. Aprendi a dar a mim mesma tempo extra para cuidados pessoais necessários para a fase pré-menstrual. Ao afiar minha consciência através da meditação (sem nenhuma filiação religiosa ou subcultural) eu comecei a reconhecer melhor dores e padrões de pensamentos ruins e comecei a aceitá-los como temporários observando os graus de severidade. Isso me ajuda a desacelerar a espiral de caos em que eu costumava me perder.

Ser paciente e presente comigo mesma aliviou meu sofrimento. Não me julgar e alcançar este senso de estar presente no presente não tem sido fácil; isso demanda muita prática meditativa (eu sei, soa como um jargão hippie), mas é algo cientificamente comprovado por trazer muito alívio (5–7). Exercícios, terapia e nutrição também têm ajudado imensamente a melhorar minha saúde mental e geral.

Trate sua mente com tamanho carinho assim como você trata o resto do seu corpo.

As emoções e a TPM não deveriam ser tão indissociáveis. Você não tem que assumir a TPM como justificativa para um mau humor. Estresse diário, saúde física, condições mentais e vida social são melhores explicações frequentes para variabilidade do humor do que uma fase do ciclo menstrual.

É importante não fazer afirmações radicais e ter desculpas superficiais para as mudanças no temperamento de alguém. Relembre-se e respeite as experiências de cada um. A fase perimenstrual pode ser um desafio sério para alguns, além de razão frequente de misoginia e de desculpas racionais.

Quando a sua experiência de humores regularmente impacta seu bem-estar, falar com profissionais de saúde pode ser uma boa. Sabemos que é difícil ter que assumir e lidar com uma condição de saúde mental, mas o reconhecimento é o primeiro passo dado na direção do alívio de sofrimentos.

(Leia agora: TPM-conheça e monitore os sintomas para viver melhor)

Conheça seu corpo. Registre estados mentais, emoções, meditação e mais no Clue app.

†As previsões do Clue não servem para prevenir a gravidez, e são exibidas apenas para fins informacionais. Não é possível criar previsões precisas de ovulação e da janela de fertilidade para cada ciclo, baseando-se apenas nas estatísticas agrupadas pelo Clue.

Ilustração de um microscópio

Gostou dessa leitura? Ajude-nos a criar ainda mais conteúdo: contribua com nossa pesquisa científica.

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares