Ilustração: Marta Pucci

Contracepção não hormonal

Camisinhas: principais dúvidas e equívocos

*Tradução: Juliana Secchi

Os preservativos são eficazes? São sempre necessários? Qual é a forma correta de colocar? Mesmo que você não seja a pessoa usando a camisinha, é útil saber as respostas. No estudo do Clue de 2018 com a Equipe de Pesquisa de Uso de Preservativos do Kinsey Institute (KI-CURT), 75% das mulheres disseram que o uso de preservativo é algo que elas decidem juntamente com seus parceiros.

Leia mais para se informar, para que você possa tomar as melhores decisões sobre sexo, proteção e gravidez.

Quão eficazes são os preservativos?

As camisinhas são uma forma eficaz de contracepção?

Sim. Estudos descobriram que cerca de 1 em cada 50 mulheres que usam preservativos da forma correta durante um ano inteiro de sexo ficará grávida. Se você levar em consideração as pessoas que usam preservativo de forma incorreta, eles ainda são altamente eficazes, com uma taxa de 15 gestações em 100 mulheres que fazem sexo ao longo de um ano (1). Quando você usa um preservativo corretamente, trata-se de um método contraceptivo muito eficaz—e de proteção contra infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

As camisinhas protegem contra todas as ISTs?

Depende. Elas são mais eficazes contra as ISTs que são transmitidas por meio de fluidos corporais. O uso consistente e correto de camisinhas de látex ou preservativos internos está associado a uma redução significativa na incidência combinada de gonorreia, clamídia e sífilis em mulheres consideradas de alto risco para contrair ISTs (2, 3, 4). Se você faz sexo por penetração do pênis na vagina com preservativo, você tem redução de 80% nas chances de contrair HIV em comparação com o sexo sem preservativo (5).

Algumas ISTs, como herpes, papilomavírus humano (HPV), ou doenças de úlcera genital, como sífilis e cancros, são transmitidas por contato da pele. Se um preservativo não cobre a área infectada, então ele não pode oferecer proteção contra essas ISTs. No entanto, se as infecções forem limitadas a áreas onde o preservativo cobre, o risco de propagação dessas doenças será reduzido (6). Verificou-se que os preservativos protegem contra essas ISTs, bem como reduzem o risco de transmissão do papilomavírus humano (HPV)—se o preservativo cobrir a pele infectada (8).

E se meu parceiro ou parceira não quiser usar preservativo?

Se o seu parceiro (ou parceira) não quiser usar preservativo, converse sobre o porquê e veja se conseguem encontrar uma solução juntos. Talvez você não consiga fazer mudar de ideia, mas você pode definir seus próprios limites. Por exemplo, você pode decidir que, se alguém quiser fazer sexo com você, precisará usar preservativo. Se não quiserem usá-lo, isso é uma escolha pessoal, mas não poderão fazer sexo com você.

Os preservativos podem ajudar as pessoas a se sentirem mais relaxadas com relação ao sexo e reduzir as preocupações com ISTs e gravidez não planejada (9). Muitos preservativos têm características a mais (como lubrificação por formigamento ou texturas) que podem tornar o sexo mais agradável para ambos.

Se um preservativo é desconfortável, existem diferentes tamanhos e tipos de preservativos que podem oferecer um melhor ajuste. É importante usar o tamanho correto, pois é mais provável que os preservativos pequenos ou apertados demais rompam e os preservativos grandes demais podem ter maior chance de escorregar e sair.

Preciso usar preservativo se…

Preciso usar preservativo para sexo oral ou anal?

Sim, se você quer ter proteção contra ISTs. As infecções sexualmente transmissíveis, incluindo HIV, sífilis, herpes, gonorreia, HPV, tricomoníase e clamídia, podem ser transmitidas durante o sexo oral (10). É por isso que é recomendável que você e seu parceiro ou parceira se protejam usando preservativos (ou barreiras dentárias) durante a prática de sexo oral. Preservativos com sabor estão disponíveis para quem não suporta o sabor do látex.

Um estudo nos EUA descobriu que quando os preservativos eram usados no sexo anal com um parceiro HIV positivo, eles apresentavam 70% de eficácia na prevenção da transmissão do vírus (11). O uso de um lubrificante íntimo também pode tornar o sexo anal mais seguro. O uso de um lubrificante à base de silicone ou água diminui as chances de rompimento do preservativo durante o sexo anal, diferente de lubrificantes à base de óleo, saliva ou nenhum lubrificante, o que aumenta as chances de rompimento do preservativo (12).

Preciso usar preservativo se estiver tomando pílula? E se eu estiver em um relacionamento monogâmico?

Se você quer se proteger de ISTs, sim. A pílula não protege você ou seu parceiro ou parceira das ISTs, mas os preservativos sim. Além disso, se você esquecer de tomar uma pílula ou tiver vomitado por qualquer motivo (por exemplo, doença), a eficácia da pílula é menor e você ainda pode engravidar. Se você monitora o uso da pílula no Clue, o aplicativo informará o que fazer se você perder uma dose, inclusive quando precisa usar uma proteção de apoio—como preservativos.

Um relacionamento monogâmico não te protegerá automaticamente de ISTs ou gravidez. Qualquer pessoa pode contrair uma infecção sexualmente transmissível, às vezes até sem sintomas perceptíveis. Embora algumas ISTs produzam corrimento ou outros sinais visíveis, nem sempre é possível saber apenas olhando para alguém se a pessoa tem uma IST.

Eu não tenho relação sexual envolvendo pênis. Eu ainda preciso de preservativos?

Sem pênis, sem problemas? Não é bem assim. Se você compartilha brinquedos sexuais, cobri-los com preservativos é uma boa maneira de impedir o desenvolvimento de vaginose bacteriana ou a transmissão de ISTs. Lembre-se de trocar o preservativo sempre que trocar de parceiro ou parceira, ou quando passar do sexo anal para o vaginal.

(Leia Mais: Aprenda a se prevenir de ISTs no sexo lésbico)

Preciso usar camisinha durante a menstruação?

Sim. Ainda é possível engravidar durante a menstruação, embora o risco específico do dia seja variável e dependa do seu ciclo, idade e saúde. O estudo de Clue de 2018 com a Equipe de Pesquisa de Uso de Preservativos do Instituto Kinsey descobriu que os preservativos são usados com menos frequência (15% menos) durante a menstruação. Isso é importante porque as taxas de transmissão e contaminação de ISTs são mais altas em determinados momentos do ciclo menstrual—inclusive durante a menstruação. O uso de preservativo nas relações sexuais durante a menstruação pode impedir a gravidez e proteger contra a transmissão de IST.

Como usar preservativos

Qual é a forma correta de colocar uma camisinha?

  1. Verifique a data de validade impressa na embalagem ou na caixa e confira se o preservativo não passou dessa data de validade.
  2. Abra a embalagem com cuidado—evite usar os dentes ou tesoura. Dê uma olhada na camisinha para verificar se não está quebradiço, ressecado ou danificado.
  3. Olhe para a camisinha para ter certeza de que ele irá rolar na direção "certa". A borda do preservativo deve formar um círculo ao redor da cúpula. Se a borda estiver do lado de dentro da cúpula, a camisinha estará do avesso e não rolará corretamente. Se você acidentalmente colocar o preservativo de dentro para fora, não o vire e depois o reutilize—recomece com um novo.
  4. Coloque a camisinha antes de qualquer contato com a boca ou a área genital da outra pessoa (vulva, vagina, ânus, nádegas e coxas). Espermatozóides podem estar presentes no líquido pré-ejaculatório.
  5. O lubrificante pode tornar a sensação durante o sexo mais prazeirosa e ajuda a impedir que os preservativos se rompam. Você pode colocar algumas gotas de lubrificante à base de água ou silicone dentro da ponta da camisinha antes de desenrolá-lo. Você também pode adicionar mais lubrificante à parte externa do preservativo depois que ele estiver no pênis.
  6. Aperte a ponta da camisinha e desenrole-o em um pênis ereto (duro), deixando um pouco de espaço no topo para coletar sêmen. Desenrole a camisinha pelo pênis até chegar à base. Para as pessoas que não tem o pênis circuncidado, pode ser mais confortável puxar o prepúcio para trás antes de colocar o preservativo na ponta do pênis e desenrolá-lo para baixo.
  7. Use a camisinha durante todo o tempo em que você estiver fazendo sexo.
  8. Após a ejaculação, segure a borda da camisinha enquanto puxa o pênis para fora do corpo da outra pessoa. Faça isso antes que o pênis fique mole, para que o preservativo não fique muito frouxo e solte o sêmen. Retire cuidadosamente o preservativo para evitar derramamento de sêmen.
  9. Jogue a camisinha no lixo, não o descarte no vaso sanitário.
  10. Preservativos não são reutilizáveis. Coloque um novo preservativo toda vez que fizer sexo vaginal, oral ou anal. Você também deve usar um novo preservativo se mudar de um tipo de sexo para outro (como do anal para vaginal).

Importa qual lubrificante eu uso?

Sim. O melhor lubrificante para sexo vaginal ou anal com preservativo é o lubrificante à base de água ou à base de silicone. Lubrificantes à base de óleo (ou quaisquer outros derivados de petróleo, como vaselina ou óleo mineral) não devem ser usados com preservativos de látex, pois podem levar à ruptura (13).

Além disso, o sexo com lubrificante é bom! Em um estudo de 2013, a maioria das mulheres relatou que o lubrificante fazia o sexo parecer “mais confortável”, “mais agradável” e simplesmente “melhor” (14). Muitos preservativos sem látex (como os feitos de poliisopreno) também são sensíveis aos lubrificantes íntimos à base de óleo; portanto, verifique a embalagem (15).

É melhor usar dois preservativos em vez de um?

Não. Uma camisinha usada corretamente é toda a proteção que você precisa. Se você colocar dois preservativos ao mesmo tempo, há uma chance maior de romper o preservativo. Isso também se aplica se você usar uma camisinha colocado no pênis junto com um preservativo interno "feminino". É melhor usar só um preservativo e usar um lubrificante seguro.

Eu ainda posso usar preservativos se tiver alergia ao látex?

Sim. Uma alergia ao látex não significa que você precisa parar de fazer sexo ou que a única opção é sexo sem proteção. Estão disponíveis diferentes preservativos sem látex: feitos de pele de cordeiro, poliuretano e poliisopreno, resina sintética AT-10 ou borracha nitrílica sintética. Eles podem ser usados da mesma forma que um preservativo de látex, embora os preservativos de pele de cordeiro não protejam contra as ISTs. Preservativos internos ou "femininos" são geralmente feitos de poliuretano ou nitrilo, que é seguro para pessoas alérgicas ao látex. Outro benefício para os preservativos internos de poliuretano ou nitrilo é que eles podem ser usados com todos os tipos de lubrificantes (incluindo lubrificantes à base de óleo) (16,17).

O que devo fazer se o preservativo romper?

Se você sentir que o preservativo rompeu durante qualquer momento da atividade sexual, pare imediatamente, retire, remova o preservativo rompido e coloque um novo preservativo. Se um preservativo romper e você não estiver usando outro método contraceptivo, vá a uma clínica, farmacêutico ou médico o mais rápido possível e pergunte sobre contracepção de emergência. Você também pode precisar fazer exames para verificar ISTs.

Em resumo:

Agora que você sabe mais sobre preservativos, pode decidir qual nível de risco é adequado para você e escolher qual tipo de contracepção ou proteção usar. Lembre-se de que apenas preservativos podem te proteger contra gravidez e infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). A opção mais segura é usar preservativos e outra forma de contraceptivos. Se você estiver tomando a pílula, pode monitorar no Clue e obter conselhos personalizados sobre o que fazer se deixar de tomar uma pílula.

Se depois de ler isso você tiver alguma preocupação com a possibilidade de estar grávida, consulte nosso guia sobre contracepção de emergência, conselhos sobre o que fazer se a menstruação estiver atrasada e informações sobre os sintomas do início da gravidez.

Baixe o Clue app agora para registrar e monitorar sua vida sexual.

An illustration of a hand pressing a button

Let's support one another.

and champion menstrual health together. Make an impact today in one click.

An illustration of a hand pressing a button

This is an illustration of a dark blue hand on the left holding out a condom wrapper and a dark blue hand on the right holding a condom by the tip. Both hands have red nail polish and the illustrations are on a blue background.

Contracepção não hormonal

Como usar preservativos: guia passo a passo

Diferentes tipos de preservativos e como usá-los.

Artigos mais populares