Ilustração: Katrin Friedmann

Prazer

O uso de preservativos sob uma perspectiva feminina

Um estudo do Clue app e KI-CURT (Instituto Kinsey) feito com 95.000 pessoas

  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp
An image for a banner advertisement for the Ruby cup product

*Tradução: Juliana Secchi

"Esse é o maior estudo e o mais diversificado estudo internacional que examina o efeito da menstruação nas práticas sexuais atuais e no uso de preservativos" — Stephanie A. Sanders, cientista sênior do Instituto Kinsey e professora reitora, e Peg Zeglin, presidente da cátedra de Estudos de Gênero da Universidade de Indiana, nos EUA

Clue e Kinsey investigaram em 2017 os efeitos das novas tecnologias na vida sexual das pessoas (aqui em inglês). Atualmente, estamos colaborando em um estudo sobre a tecnologia sexual mais antiga do mundo—os preservativos—mas com uma nova abordagem: qual é a opinião feminina sobre o preservativo "masculino"?

Juntamente com a Equipe de Pesquisa do Uso de Preservativos do Instituto Kinsey (KI-CURT), o Clue entrevistou 95.000 pessoas de 200 países sobre uso de preservativos e menstruação. Nosso foco no uso de preservativos a partir da perspectiva feminina* é um avanço único e importante para entender porquê as mulheres usam e não usam preservativos e como essas escolhas são afetadas pela menstruação e pelos seus parceiros. Veja o que aprendemos.

*Todos os participantes relataram menstruação nos últimos três meses. Nessa pesquisa, 98% das pessoas entrevistadas identificaram seu gênero como “mulher”, 2% listaram outras identidades de gênero (tais como homens não-binários ou homens transgêneros). Nesses resultados, o termo "feminino" foi usado para se referir aos respondentes que identificaram seu gênero como "mulher".

DESCOBERTAS #1

As mulheres desempenham um papel maior do que os pesquisadores esperavam quanto à decisão de quando usar um preservativo.

  • Cerca de 1 em cada 5 relatou que ela decide (em vez de o parceiro decidir)

  • Cerca de três quartos relataram que os dois parceiros geralmente tomam a decisão

  • Apenas 5% dos respondentes relataram que seu parceiro geralmente decide sobre o uso de preservativo

Isso significa que “preservativos masculinos” não são necessariamente contracepção e proteção contra doenças sexualmente transmissíveis “controladas por homens”, mas que o uso de preservativos envolve ambos parceiros sexuais e que mulheres desempenham um papel ativo na tomada de decisões.

DESCOBERTAS #2

Os preservativos são usados ​​com menor frequência durante a menstruação.

  • Das pessoas que tiveram relações sexuais vaginais quando não estavam apresentando sangramento nos últimos três meses, 64% relataram uso de preservativos "externos" ou "masculinos"

  • Das pessoas que tiveram relação sexual vaginal enquanto apresentavam sangramento, 49% relataram uso de preservativos "externos" ou "masculinos"

  • 30% dos respondentes que não usam preservativo durante a menstruação relataram que menor preocupação com o risco de gravidez durante o período menstrual

  • Um em cada três respondentes que não usam preservativos durante as menstruações relataram não se preocupar com alguma infecção sexualmente transmissível

O relato de uso de preservativos caiu 15% durante a menstruação. Esse achado é significativo e preocupante, porque as taxas de transmissão e infecção de ISTs são mais altas em determinados momentos do ciclo menstrual, inclusive durante a menstruação. Enquanto os preservativos previnam a gravidez, eles também são extremamente importantes na redução da transmissão das ISTs. É possível engravidar durante a menstruação, embora o risco específico do dia seja variável e dependa do seu ciclo, idade e saúde.

DESCOBERTAS #3

Apenas 15% dos entrevistados relataram praticar atividades sexuais habituais durante a menstruação.

As pessoas mudam seu comportamento sexual durante suas menstruações. A pesquisa identificou quais comportamentos mudaram, mas não sabemos exatamente porquê as pessoas tomaram essas decisões. Há muitas explicações em potencial: crenças e tabus sociais sobre higiene, cólicas ou desconforto que afetam a libido e/ou medo de manchar lençóis ou roupas são apenas algumas hipóteses.

  • 49% relataram evitar toda/qualquer atividade sexual genital durante a menstruação

  • 21% relataram evitar toda/qualquer atividade sexual (mesmo não genital) durante a menstruação

  • 41% relataram evitar qualquer contato sexual com seus próprios órgãos genitais e que se concentram apenas em estimular seu parceiro

  • 1,4% da amostra total foi identificada como gênero indefinido/não-binário. Os entrevistados de gênero não identificado e não-binários apresentaram maior probabilidade de relatar se envolver em suas atividades sexuais habituais durante a menstruação (21% em comparação a 15%) do que aqueles que se identificaram como mulheres

Uma mão segurando um celular com o Clue app aberto

Baixe o Clue agora e registre seu apetite sexual, entre outros sintomas e emoções

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 2M+ avaliações

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 2M+ avaliações

Se você menstrua e mantém relações sexuais com pessoas com pênis, eis o que isso significa para você:

  • Sempre use camisinha com um parceiro não testado, especialmente durante a menstruação. Os preservativos não são apenas importantes para prevenir a gravidez—eles são ainda mais importantes para impedir a transmissão de ISTs, incluindo o HIV, especialmente durante a sua menstruação. Durante certos períodos do seu ciclo, incluindo a menstruação, as mudanças nas funções imunológicas e no ambiente vaginal podem aumentar a probabilidade de você contrair uma IST/HIV se você sofrer exposição.

  • Armazene preservativos. Parceiros diferentes têm tamanhos diferentes e pessoas diferentes gostam de variados tipos de preservativos. Se você não se sente confortável para comprá-los pessoalmente, faça um pedido online.

  • Use lubrificante com preservativos (e quando mais você tiver vontade). A quantidade de fluido que você produz varia com o seu ciclo menstrual. Lubrificante ajuda a evitar que o preservativo se rompa. É importante que você não use lubrificantes à base de óleo com preservativos, pois esses lubrificantes podem causar orifícios e levar ao rompimento. Precisa de ajuda para escolher um lubrificante? Nós escrevemos um guia útil para você.

Quer saber mais? Baixe esse PDF para análises e estatísticas mais detalhadas.

Os pesquisadores do KI-CURT aprofundarão ainda mais esses dados para obter maiores informações sobre como os preservativos são usados ​​e como os comportamentos sexuais mudam durante as menstruações e ao longo do ciclo. E aqui você encontrará todas informações sobre o que aprendemos e onde encontrar os artigos científicos publicados.

An image for a square advertisement for the Ruby cup product
An illustration of a heart

Gostou dessa leitura? Ajude-nos a criar ainda mais conteúdo: contribua com nossa pesquisa científica. Contribua agora

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares