Ilustração: Katrin Friedmann

Sangramento

Como saber se um sangramento menstrual intenso é "normal"?

por Dr. Vedrana Högqvist Tabor, Diretora Científica; e Prof. Dr. Malcolm G. Munro MD, FRCS(c), FACOG1
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

*Tradução: Jade Augusto Gola

A menstruação varia de pessoa pra pessoa, o que faz ser difícil distinguir o sangramento "normal" do excessivo. Então como dizer o que é "normal"?

Vamos aos detalhes médicos: em pesquisas clínicas, o sintoma de um sangramento menstrual intenso é definido como uma perda de sangue maior que 80ml por ciclo. No entanto, os sangramentos podem ser difíceis de medir, a não ser que você use um coletor menstrual. E mesmo que você sangre menos que 80ml por ciclo, sua qualidade de vida ainda pode ser afetada, particularmente se suas menstruações são irregulares e, assim, difíceis de prever. Deste modo, a definição prática mais aceita para sangramento menstrual intenso é descrita como "perda excessiva de sangue menstrual que interfere na qualidade de vida física, social emocional e material de uma mulher." (National Institute for Health and Care Excellence - NICE)

Causas do Sangramento Menstrual Intenso

Há uma variedade de condições que causam sangramento intenso. Entre as mais comuns estão:

  • Pólipos crescidos nas bordas do útero geralmente causam sangramentos de escape — sangramentos entre menstruações — e algumas vezes menstruações muito intensas.

  • Adenomiose: o crescimento anormal do revestimento uterino (endometriose) na parede muscular do útero, o que pode causar eventualmente menstruações intensas e/ou dolorosas.

  • Miomas uterinos, pequenos tumores benignos do úetero, que também podem causar sangramento menstrual intenso. Se eles crescem no revestimento uterino (endométrio) é muito provável que surja sangramento menstrual intenso.

  • Cânceres e pré-cânceres são incomuns mas notáveis causas de sangramento anormal, particularmente para pessoas abaixo dos 40 anos. Enquanto eles podem causar menstruações intensas, cânceres e pré-cânceres são mais propensos a causarem sangramentos irregulares entre as menstruações.

  • Coagulopatia, uma disfunção herdada que previne o sangue de coagular normalmente e que irá causar sangramentos intensos desde a menarca (a primeira menstruação).

  • Disfunção ovulatória, a ausência ou irregularidade de ovulação, um problema hormonal que pode causar sangramentos irregulares que podem ou não incluirem menstruações intensas como sintoma.

  • Disfunção endometrial, uma anormalidade do revestimento do útero que faz com que os tecidos não consigam bloquear normalmente os sangramentos.

A maioria das medicações e pílulas anticoncepcionais não causam sangramento menstrual intenso, mas há duas exceções: DIUs de cobre podem aumentar o fluxo menstrual e anticoagulantes que previnem coágulos de sangue podem causar menstruações mais intensas.

Imagem de três telas mostrando o aplicativo Clue

Baixe o Clue para monitorar seus sangramentos e descobrir padrões pessoais.

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store

4.8

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

mais de 2M+ avaliações

Você tem sangramento menstrual intenso?

Entender se você sofre ou não de sangramento menstrual intenso demanda que você tenha um histórico preciso de seus ciclos menstruais. A intensidade do sangramento varia de pessoa pra pessoa, então determinar clinicamente o que é "intenso" pode ser complicado. Além disso, uma menstruação pode ter sido intensa, mas um problema real é improvável a não ser que o fluxo muito intenso seja notado na maioria dos ciclos. A definição médica para sangramento menstrual intenso costuma ser aplicada quando acontece para a maioria das menstruações nos últimos seis meses. 

Monitorar a intensidade do seu fluxo sanguíneo menstrual correta e disciplinadamente no Clue app te ajudará a identificar com mais facilidade se seu sangramento pode ser qualificado como intenso.

Provedores de saúde podem perguntar também sobre quantos (e de quais tamanhos) absorventes você utilizou em um dia. E coágulos também são importantes de serem observados — o tamanho, a quantidade e a cor. Eles contêm sangue, sendo importante medi-los e contá-los para você ter uma ideia de quanto sangue foi perdido.

  1. Entenda a diferença entre absorventes normais ou grandes/maxi para você; os absorventes grande/maxi absorvem duas vezes mais que o normal (cada absorvente grande/maxi deve ser contado como o dobro do normal).

  2. Observe o quão encharcado o seu absorvente fica. Ele fica completamente molhado com sangue, ou apenas metade dele? (Para absorventes molhados pela metade, divida o número de absorvente totalmente encharcados por dois.)

  3. Conte os coágulos, já que eles contêm sangue.

  4. Para um copinho/coletor menstrual, observe a capacidade e tenha em mente o quão cheio ele fica (se o copinho é de 10ml e fica ¾ cheio , a quantidade de sangue menstrual coletada foi de 7.5ml).

  5. Se o número de absorventes encharcados é de 16 durante a duração inteira da sua menstruação (ou 8 absorventes grande/maxi encharcados), então seu sangramento menstrual é intenso.

  6. Se você observa 80ml ou mais no seu copinho menstrual em um ciclo menstrual inteiro, seu sangramento menstrual é intenso.

Mais orientações para determinar se seu fluxo menstrual é intenso:

  1. Sua menstruação dura mais de sete dias.

  2. Seu fluxo menstrual encharca e vaza absorventes a cada hora, durante várias horas seguidas.

  3. Você precisa trocar absorventes durante a noite.

  4. Você tem coágulos do tamanho de uvas (ou maiores).

  5. Seu ciclo menstrual intenso faz com que você não consiga seguir com suas atividades cotidianas, que normalmente você dá conta.

  6. Você percebe cansaço extra e também maior falta de energia ou de ar.

  7. Você sente dores intensas no abdômen e na lombar.

Marque uma consulta com sua(eu) ginecologista se seu sangramento menstrual se apresenta maior que o normal, se dura mais de sete dias ou se impacta sua vida em demasia. Se você está tendo sangramentos entre as menstruações, durante ou depois do sexo, durante a gravidez ou depois do início da menopausa, é importante marcar uma consulta ginecológica.

Possíveis consequências do sangramento menstrual intenso

Ao menstruar, você sempre perderá sangue. Para pessoas com sangramento normal e cuja dieta tem níveis recomendados de ferro, a perda de sangue e os níveis de ferro devem estar bem balanceados. No entanto, para quem tem sangramento menstrual intenso, e especialmente para quem tem dietas fracas de ferro, a perda de sangue pode ser superior ao consumo de ferro, o que pode resultar numa deficiência deste mineral e menor contagem de células vermelhas — a anemia. A deficiência de ferro, com ou sem anemia, pode causar cansaços e fatiga e interferir na habilidade de concentração, de exercitar-se e no cotidiano em geral.

Imagem de três telas mostrando o aplicativo Clue

Baixe o Clue app para monitorar mudanças e a duração de seu ciclo menstrual.

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store

4.8

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

mais de 2M+ avaliações

O que eu devo fazer a respeito?

Para cuidar de sangramentos menstruais intensos, você deve determinar junto de profissionais de saúde as possíveis causas. Alguns simples testem podem ajudar a revelar causas: teste sanguíneo, ultrassom transvaginal e/ou a extração de uma pequena amostra de tecido do revestimento uterino (biópsia endometrial).

  • Pólipos: remoção cirúrgica do pólipo é a terapia mais efetiva.

  • Adenomiose: tratamento com contracepção hormonal, especialmente um dispositivo intrauterino que lança no corpo um hormônio chamado progestina.

  • Miomas: algumas terapias médicas ou hormonais são efetivas, embora procedimentos cirúrgicos frequentemente são necessários.

  • Câncer ou pré-câncer: a maioria dos pré-cânceres podem ser tratados com medicação, mas cânceres geralmente requerem cirurgia.

  • Coagulopatia: ácido tranexâmico ou medicamentos hormonais são as estratégias de tratamento costumeiras.

  • Disfunções ovulatórias: podem ser tratadas geralmente com mediamentos hormonais como progestina ou outros anticoncepcionais hormonais.

  • Disfunções endometriais: pessoas com alterações no endométrio respondem bem a tratamentos com ácido tranexâmico; a medicamentos como ibuprofeno, naproxeno ou ácido mefenâmico; a sistemas intrauterinos baseados em progestina e outros tipos de anticoncepcionais hormonais. Quando um DIU de cobre é a causa, alguns dos tratamentos para disfunções endometriais podem ser efetivos.

  • Deficiência de ferro: sempre que há falta de ferro no sangue, e especialmente se há anemia, suplementos de ferro devem fazer parte do tratamento.

Cirurgias podem ser importantes para a remoção de pólipos ou miomas, e os procedimentos geralmente são simples e realizados de modo a preservarem a fertilidade. Cirurgias mais invasivas, como ablação endometrial ou histerectomia, são os últimos recursos para ajudar ante a sangramentos menstruais intensos, e devem ser cuidadosamente considerados já que essas cirurgias podem impactar a possibilidade de se ter filhos.

Se você suspeita que tenha sangramento menstrual intenso, marque consultas médicas ou fale com provedores de saúde imediatamente. Esta é uma condição facilmente tratada na maioria dos casos. Detecção e diagnósticos precoces podem fazer que os tratamentos sejam mais exitosos e menos invasivos. Se você ainda não tem certeza se tem sangramento menstrual intenso, procure monitorar ainda mais detalhes de sua menstruação e saúde geral no próximo ciclo, para poder analisar melhor depois. Se você notar alguns dos sinais que aqui mencionamos, marque uma consulta com profissionais de saúde — como ginecologistas.

An illustration of a hand pressing a button

Let's support one another.

and champion menstrual health together. Make an impact today in one click.

An illustration of a hand pressing a button

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares