Ilustração por Marta Pucci

Sangramento

A menstruação pode causar anemia?

por Nicole Telfer, Science Content Producer
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

*Tradução: Sarah Luisa Santos

O que você precisa saber

  • A perda mensal de sangue através da menstruação pode causar anemia
  • Um fluxo menstrual intenso pode fazer com que você fique mais suscetível a anemia por deficiência de ferro
  • Os sintomas de anemia por deficiência de ferro são: cansaço, fraqueza, falta de fôlego, baixa concentração, cabeça leve

A anemia pode enganar você, sobretudo a anemia por deficiência de ferro. Pode acontecer devagar, ao longo dos anos, você mal repara nas mudanças. É um cansaço do qual você não consegue se livrar, independente do quanto descanse. Você se sente sem fôlego com atividades que sempre pôde fazer sem problemas. Mudanças sem explicação nos seus cabelos, unhas e pele. Estes são apenas alguns dos sintomas da falta de ferro. A anemia é um grande problema de saúde pública ao redor do globo, com a previsão de que 1,62 bilhões de pessoas (24.8% da população mundial) são impactadas (1).

Primeiro: o que é anemia?

Anemia é a redução de glóbulos vermelhos ou hemoglobina no corpo (2). A hemoglobina é uma proteína que contém ferro dentro dos seus glóbulos vermelhos. Ela conecta e transporta moléculas de oxigênio para as células do seu corpo. Com menos glóbulos vermelhos, seu corpo (incluindo seu cérebro) pode não receber oxigênio suficiente e funcionar adequadamente.

O que causa anemia?

Os glóbulos vermelhos são feitos na sua medula óssea e têm o ciclo de vida de aproximadamente 110 dias, durante os quais eles transportam gases pelo corpo (3). Na medida em que envelhecem, eles são eventualmente dissolvidos pelo corpo no baço, nódulos linfáticos e fígado, e seus elementos são reciclados dentro do corpo.

Qualquer quebra no ciclo de vida de um glóbulo vermelho (criação, tempo de vida funcional ou destruição) pode causar anemia. As causas comuns de anemia são: perda de sangue, infecções por parasitas, deficiências nutricionais, problemas de absorção e doenças crônicas (1,2).

A anemia é um assunto vasto. Existem diferentes causas e manifestações. Para tornar este artigo mais claro, vamos focar apenas na anemia por deficiência de ferro – um tipo especial de anemia – e como ela se relaciona com a saúde ginecológica e menstrual.

Menstruação e anemia

As pessoas que menstruam são afetadas desproporcionalmente pela anemia, por perderem sangue na sua menstruação. Estatisticamente falando, 29% das mulheres não grávidas e 38% das mulheres grávidas no mundo têm anemia (4). Quando se perde sangue todo mês durante a menstruação, o ferro contido naqueles glóbulos vermelhos também é perdido. Se a ingestão mensal de ferro e absorção não substitui o ferro perdido durante a menstruação, você pode acabar com uma anemia por deficiência de ferro (2).

Pessoas com um fluxo menstrual intenso são mais suscetíveis a ter anemia por deficiência de ferro. Um fluxo menstrual é considerado intenso quando a pessoa sangra mais do que os típicos 80 ml. (5). Alguns motivos para o fluxo menstrual ser intenso podem ser miomas (crescimento anormal de tecido muscular no útero), adenomiose (uma condição onde o tecido do endométrio invade a parede muscular do útero), pólipos (crescimentos anormais no seu colo do útero ou dentro dele) ou disfunções sanguíneas (6).

A menstruação não é a única fonte ginecológica da anemia por deficiência de ferro. Durante a gravidez e a lactação, assim como qualquer período de crescimento intenso e desenvolvimento, existe uma alta demanda por ferro (2,7). É importante para pessoas que estão grávidas consumirem ferro adequadamente, já que níveis baixos de ferro podem prejudicar tanto a pessoa grávida quanto a criança (2). Durante a gravidez, você precisa de duas a três vezes a quantidade normal de ferro que você precisaria sem estar grávidx (8). A perda de sangue durante o parto também pode contribuir para quadros de anemia.

Quais são os sintomas da anemia?

A anemia, principalmente a por deficiência de ferro, pode ter um começo traiçoeiro já que pode demorar anos e se desenvolve lentamente. Alguns dos sintomas da anemia por deficiência de ferro são: cansaço, fraqueza, falta de fôlego, baixa concentração, cabeça leve, intolerância ao frio e palpitações no coração (1,2,9).

Outros sintomas físicos que profissionais de saúde vão investigar: palidez (especialmente na parte interna de seus olhos), queda de cabelo, rachadura no canto da boca, mudanças nas unhas e má circulação (dedos frios) (1,2,9).

Eu tenho anemia por deficiência de ferro. E agora?

Parece óbvio – apenas coma mais alimentos com ferro, certo? Bom, não necessariamente. Aumentar o consumo de ferro através de sua dieta é um bom começo. Existem dois tipos de dietas com ferro: ferro heme e ferro não heme.

Ferro heme Fontes de ferro heme contêm hemoglobina (lembre-se: esta é a proteína que contém ferro dentro das células do sangue), que é encontrada apenas em carnes (10). O ferro heme é mais facilmente absorvido do que ferro não heme. Órgãos como fígado geralmente têm as maiores concentrações de ferro heme (11). Todo tipo de carne contém ferro heme, não apenas carne vermelha (embora ela tenha a maior concentração de ferro heme), mas frango, porco e peru são também boas fontes. Peixes, frutos do mar, e especialmente mariscos como ostras, também são ótimas fontes de ferro (11).

Ferro não heme Ferro não heme está disponível através de fontes vegetais, como grãos, cereais e alguns legumes (10). Ferro não heme não é absorvido tão bem quanto o ferro heme. Em populações onde o consumo de carne é baixo pode existir uma dificuldade em obter ferro suficiente através da dieta. Outros componentes encontrados em fontes de ferro não heme (como fitatos, tanino e cálcio) podem também diminuir a absorção de ferro – portanto tente diminuir o consumo de café e chá logo após as refeições (12,13). Consumir fontes de ferro com vitamina C (frutas cítricas, pimentões, morangos etc) pode ajudar na absorção do ferro na alimentação (13). Algumas fontes de ferro não heme são: grãos de soja/tofu, lentilhas, aveia, trigo (esta é geralmente fortificada), raízes, couve, nozes, melaço e feijões (11).

Uma vez que uma pessoa tem anemia por deficiência de ferro, infelizmente, o consumo diário de ferro não é sempre suficiente para corrigir a deficiência. Comprimidos de ferro e suplementos são o primeiro tratamento para a anemia por deficiência de ferro. Antes de tomar qualquer suplemento para a anemia, fale com a sua assistência médica. Existem diversos tipos de anemia com diferentes causas, portanto é importante se certificar que você está tratando o tipo de anemia certo e suas causas.

Conheça seu corpo. Baixe o app Clue hoje e descubra mais sobre seu ciclo.

An illustration of a heart

Gostou dessa leitura? Ajude-nos a criar ainda mais conteúdo: contribua com nossa pesquisa científica. Contribute now

Você também pode gostar de ler:

Advertisement

Artigos mais populares

Advertisement