Sua Privacidade

Ao acessar nosso site, você consente que o Clue pode usar cookies e serviços de terceiros, e coletar seus dados de uso através de um identificador único para monitorar, analisar e melhorar nosso site, e propósitos de personalização (como mostrar a você conteúdo relevante do Clue).

Leia mais em nossa Política de Privacidade sobre como usamos cookies.

Ilustração: Marta Pucci

Tempo de leitura: 7 min

Digestão e o ciclo: a menstruação pode influenciar suas fezes?

O seu cocô e os movimentos intestinais mudam durante a menstruação?

Principais coisas a saber:

  • No último ano, 36% de pessoas que usam o Clue monitoraram problemas relacionados à digestão ou às fezes.

  • É mais provável que você tenha alterações nos movimentos intestinais, incluindo cocô menstrual, no início da menstruação.

  • As flutuações hormonais de progesterona, estrogênio e prostaglandina podem desencadear sintomas gastrointestinais relacionados à menstruação.

  • As pessoas que já sofrem de algum desconforto gastrointestinal podem estar mais propensas a ter cocô menstrual.

Você já sentiu que tudo o que come no início da menstruação parece perturbar seu sistema digestivo? Você acha que os gases são especialmente problemáticos logo antes da menstruação? Ou você percebe inchaço ou problemas intestinais que sua dieta não consegue explicar?

Boa notícia: nem tudo está na sua cabeça. O trato gastrointestinal, ou seja, o estômago e os intestinos, é influenciado pelo ciclo menstrual e pode afetar a digestão e os movimentos intestinais. A seguir, tudo sobre os porquês e como o ciclo menstrual e os sintomas gastrointestinais.

Baixe o Clue app para monitorar mudanças e a duração de seu ciclo menstrual.

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store
Imagem padrão

O cocô menstrual é um fenômeno real

É mais provável que você ouça sobre cólicas menstruais ou TPM quando as pessoas falam sobre seus problemas menstruais, mas os hábitos intestinais também podem mudar durante o ciclo menstrual e trazer incômodos. Mulheres e pessoas com ciclos frequentemente relatam dor abdominal, fezes moles, indigestão, constipação e refluxo na época da menstruação, principalmente no primeiro dia quando "desce" (1). Pessoas com síndrome do intestino irritável (SII) podem ter mais sintomas gastrointestinais antes e durante a menstruação (2).

Substâncias chamadas prostaglandinas podem causar o "cocô menstrual" As prostaglandinas são substâncias semelhantes a hormônios que existem em todo o corpo. Eles estão envolvidos na inflamação e, nesse caso, no processo de menstruação, mas também podem ser um fator que contribui para mudanças na digestão e na forma como você faz cocô (3).

A menstruação ocorre devido ao processo normal de inflamação localizada no útero (3). Essa inflamação, que envolve o hormônio reprodutivo progesterona e as substâncias semelhantes a hormônios, as prostaglandinas, ajuda o revestimento uterino a se romper (3). Quando seu corpo libera prostaglandinas e outros hormônios, o músculo liso do útero é estimulado a se contrair e o revestimento endometrial, ou revestimento uterino, é liberado do útero (4). À medida que o revestimento se rompe, ele sai pela vagina como o sangramento que chamamos de menstruação (3).

As prostaglandinas, combinadas com uma queda acentuada nos hormônios ovarianos progesterona e estrogênio, podem ser responsáveis pelos sintomas gastrointestinais antes e durante a menstruação (6). Isso pode ocorrer porque as prostaglandinas também podem agir no tecido intestinal próximo, causando inflamação (6). As alterações no estrogênio e na progesterona também podem mudar sua percepção da dor (6).

As flutuações hormonais podem ser responsáveis pelas mudanças nos movimentos intestinais durante o ciclo menstrual (2). Níveis elevados de prostaglandinas fazem com que o alimento digerido no trato gastrointestinal se mova mais rápido do que o normal (2). Normalmente, a progesterona retarda a passagem do alimento pelo trato digestivo. Ele relaxa os músculos lisos responsáveis pela movimentação do alimento digerido (2). Quando a menstruação começa, os níveis de progesterona caem e os níveis de prostaglandina aumentam, o que pode causar sintomas gastrointestinais, como diarreia (2).

"Inchaço" foi o principal sintoma de digestão monitorado no Clue no ano passado. Acompanhar a digestão e as fezes pode ajudar você a saber o que esperar

Um estudo constatou que 58% das mulheres com movimentos intestinais regulares sofreram alterações relacionadas ao período em seus movimentos intestinais antes, durante e depois da menstruação (7). Isso significa que, embora nem todo mundo tenha "cocô menstrual", constipação ou outros sintomas gastrointestinais durante a menstruação, muitas pessoas reportam essas experiências. Se uma pessoa já tiver algum desconforto intestinal, pode ser mais provável que ela tenha alterações nos movimentos intestinais na época da menstruação (2,8). Um estudo constatou que 27% das pessoas com síndrome do intestino irritável (SII) tiveram constipação durante a fase lútea do ciclo menstrual devido a alterações hormonais (2). As pessoas com doença inflamatória intestinal (DII) também podem observar uma mudança significativa em seus movimentos intestinais durante a menstruação (8). Um estudo descobriu que 72% das participantes com doença de Crohn observaram uma mudança em seus sintomas gastrointestinais durante a menstruação (8).

Contra inchaço e diarreia menstruais, evite certos alimentos e mude o estilo de vida

Não existe muita pesquisa sobre como tratar os tipos específicos de queixas estomacais que acompanham a menstruação.

Como regra geral, quando você tem diarreia, é bom beber líquidos para repor o que você perde com o cocô menstrual (9). Se você tiver três fezes amolecidas em 24 horas, poderá ter desequilíbrios eletrolíticos (10,11). Os eletrólitos são minerais carregados que ajudam a controlar a pressão arterial, os batimentos cardíacos, os impulsos nervosos e a contração muscular (12). Tomar bebidas esportivas e comer sopa pode ajudar a controlar os desequilíbrios de eletrólitos devido à diarreia (9,10). Evite café, que pode ter um efeito laxante.

Se você tiver constipação, aumentar temporariamente a ingestão de fibras pode ajudar (13). A fibra alimentar faz com que as fezes fiquem maiores (13). Quando você bebe água durante o dia, isso ajuda a fibra a amolecer as fezes (13). As fezes maiores e mais macias facilitam a passagem do trato gastrointestinal. Os alimentos ricos em fibras incluem pão de trigo integral, grão de bico, grãos integrais, amêndoas e brócolis (13).

Se você sentir inchaço ou gases presos, pode ter a sensação de cólicas menstruais. O que você come quando tem inchaço ou gases difere de pessoa para pessoa (15). Algumas pessoas podem ter dificuldade para digerir certos carboidratos, o que pode piorar o inchaço e os gases (15). Se você for intolerante à lactose, evite produtos lácteos (15). Se você costuma apresentar sintomas estranhos após ingerir alimentos ou bebidas açucaradas, é possível que tenha intolerância à frutose (15). Evite qualquer coisa que normalmente perturbe seu estômago e experimente posturas de ioga que liberem o vento preso.

Se o cocô menstrual ou outros sintomas gastrointestinais durarem mais de dois dias, consulte seu médico para obter orientação (9). Se você estiver apresentando outros sintomas pré-menstruais, como dor, o médico poderá aconselhá-la a tomar medicamentos de venda livre, como ibuprofeno.

Acompanhando a digestão ao longo do seu ciclo

O monitoramento de suas experiências digestivas pode ajudar você a manter uma visão geral dos sintomas gastrointestinais durante todo o ciclo. Com o Clue app, você pode monitorar quando sente inchaço ou gases, constipação, diarreia e pode personalizar etiquetas extras para monitorar as experiências que importam para o seu ciclo.

Fale com profissionais de saúde sobre problemas de digestão relacionados à menstruação

Relatar de memória suas experiências e desconfortos em consultas médicas geralmente não reflete a verdadeira condição de sua saúde e pode não ser o mais confiável. Monitorar a sua digestão e as experiências diariamente e por um período mais longo ajuda você e médicos a analisar padrões. Quando seus movimentos intestinais mudam? Existe uma relação entre o ciclo menstrual, os níveis de estresse e a vontade de comer? Você percebe que a dor abdominal é pior em uma determinada época do mês? Seu médico pode aconselhá-la a iniciar uma forma de contraceptivo para a pular a menstruação, como pílulas anticoncepcionais orais, DIU, injeção ou implante. Sempre pergunte sobre os efeitos colaterais antes de tomar um novo medicamento.

Artigo publicado originalmente em 25 de setembro de 2018.

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Use o Clue app para saber como sua digestão e as fezes são afetadas pelo seu ciclo menstrual.

Esse artigo foi útil?

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.