Ilustração: Marta Pucci

SOP

Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) e gravidez

por Laurie Ray, DNP, Autora Científica
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

*Tradução: Sarah Luisa Santos

Coisas importantes a saber:

  • A ovulação pode deixar de acontecer regularmente todo mês para pessoas com a síndrome dos ovários policísticos (SOP), acarretando infertilidade

  • Mesmo assim, pessoas com SOP podem engravidar sem tratamentos de fertilidade, portanto usar métodos contraceptivos é importante se você não quer engravidar

  • Existem tratamentos que podem ajudar a regular a menstruação e induzir a ovulação

Como a síndrome dos ovários policísticos (SOP)afeta a fertilidade

É comum para as pessoas diagnosticadas com SOP se preocuparem sobre sua capacidade de engravidar, mesmo que elas não queiram engravidar em breve (1-4). Saber que existem opções disponíveis para você tentar engravidar pode ajudar a diminuir a ansiedade.

Ovulação (a liberação do óvulo do ovário) acontece tipicamente uma vez por mês. Pessoas com SOP podem ovular com menor frequência ou de forma menos previsível, e podem ter maior tendência a abortos espontâneos, e por isso a SOP é uma causa comum de infertilidade. Para as pessoas tentando engravidar, essa síndrome pode dificultar o planejamento do sexo durante o período fértil de seu ciclo, quando a ovulação acontece. Também pode demorar mais para engravidar se a ovulação não ocorre regularmente, todos os meses.

Pessoas com SOP estão mais inclinadas a procurar e requerer tratamentos de fertilidade do que as pessoas que não têm a síndrome. Mas pesquisas mostram que, ao longo da vida, ambas com e sem SOP, têm um número semelhante de gravidezes e crianças (5,6). Na verdade, a maioria das pessoas com SOP que estão tentando conceber irão engravidar e ter o parto sem nenhum tratamento de fertilidade pelo menos uma vez em suas vidas (6).

No entanto, pessoas com SOP usam menos contraceptivos do que pessoas que não têm a síndrome. Isso acontece até mesmo quando essas pessoas não querem engravidar e estão fazendo sexo que poderia levar a uma gravidez (sexo com pênis - vagina) (5). Algumas pessoas com SOP pensam que elas não podem engravidar, mas isso não é verdade.

A ovulação ainda pode acontecer, mesmo que ela não seja regular. É importante para pessoas que têm SOP usar alguma forma de contraceptivo se elas não querem engravidar e estão praticando sexo que pode levar a uma gravidez.  

Peso corporal, SOP e fertilidade

A obesidade e a síndrome dos ovários policísticos (SOP) estão conectadas. A obesidade pode fazer com que os sintomas da SOP se tornem piores e dificultem engravidar (7). A perda de peso é recomendada como o primeiro passo para pessoas com SOP que estão acima do peso ou obesas e tentando engravidar.

Perda de peso pode aumentar a chance de ovulação e de regularizar os ciclos menstruais (8-10). A perda de peso por si só é suficiente para recomeçar a ovulação, mas também aumenta-se a chance de ovulação e concepção quando emagrecer vem combinado com medicamentos para fertilidade, muito mais do que você apenas usa esses medicamentos (11,12).

Estar com o peso saudável é recomendável para qualquer pessoa que queira engravidar, para diminuir o risco de complicações como diabetes gestacional, hipertensão induzida pela gravidez e pela pré-eclâmpsia.

Perder peso pode ser difícil – especialmente para alguém com SOP – e não existe a melhor forma de fazê-lo. Com frequência, emagrecer acontece através do aumento de exercícios e com a diminuição das calorias consumidas todos os dias. Nutricionistas, assistência medica e treinadores podem ser uma boa fonte para conseguir perder peso de uma forma segura e efetiva. Perder peso pode demorar, mas pequenas mudanças podem fazer a diferença.

an image of 3 mobile screens of the Clue app

Baixe o Clue: te ajuda a saber os dias em que você está mais fértil

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store

4.8

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

mais de 2M+ avaliações

Medicamentos e tratamentos para SOP

Depois que outras razões para infertilidade forem descartadas – como trompas de falópio entupidas, miomas ou baixa contagem de espermatozoides – seu(ua) médico(a) pode prescrever medicamentos para induzir a ovulação em alguém com SOP tentando engravidar. 

A resistência à insulina é comum em pessoas com SOP. A insulina é um hormônio que é liberado pelo corpo para regular a quantidade de glucose (açúcar) na corrente sanguínea. A resistência à insulina ocorre quando as células do corpo não respondem normalmente à insulina, resultando em muita insulina no corpo (7). A insulina em excesso desequilibra os hormônios produzidos pelos ovários e pela glândula pituitária, e isso interfere na ovulação (7).

Metformin é a medicação que facilita com que o corpo use a insulina que produz, diminuindo a quantidade de insulina na corrente sanguínea. A metformin é usada em pessoas com SOP para estimular a ovulação (7,13) e tem o benefício de ajudar as pessoas a perder peso, mas também pode causar dor abdominal e diarreia (7).

Clomiphene e letrozole são medicamentos que induzem a ovulação (13). Clomiphene bloqueia a resposta do corpo ao estrogênio e letrozole suprime a produção de estrogênio. Os níveis baixos de estrogênio ou a falta de resposta a ele fazem com que a glândula pituitária produza mais hormônios folículo-estimulante (FHS), que promove o crescimento de folículos contendo óvulos dentro do ovário. Ambos medicamentos podem causar calores como efeito colateral, e geralmente eles não devem ser usados por mais de seis ciclos menstruais (13).

Metformin e clomiphene usados juntos resultam em taxas mais altas de ovulação, gravidez e nascimento, do que se usados separados (13). Letrozole resulta em altas taxas de ovulação, gravidez e nascimento se comparado ao clomiphene (14).

Se você está tentando engravidar, é importante planejar-se para fazer sexo durante a ovulação quando estiver usando estes medicamentos. A ovulação é provável que ocorra 13-15 dias antes do começo do próximo ciclo (15). Acompanhar o seu ciclo, sua temperatura corporal basal diariamente e fazer testes em casa de ovulação que medem o hormônio luteinizante (LH) podem ajudar você a determinar seu período fértil e ovulação.

Se a perda de peso e a indução da ovulação com medicamentos não funcionar, existem outras opções. Uma cirurgia nos ovários chamada perfuração ovárica laparoscópica faz pequenos furos no ovário com calor ou laser (16). Essa cirurgia é tão efetiva em aumentar as taxas de ovulação e gravidez quanto a medicação, e algumas vezes é usada como opção quando o medicamento sozinho não funciona (16). Outra opção é a fertilização in vitro (IVF) onde os óvulos são retirados cirurgicamente dos ovários e combinados com esperma em laboratório, para criar o embrião que então é transferido para o útero (13).

Ervas e suplementos

Algumas ervas e suplementos em dietas têm sido estudados em pessoas com SOP e têm mostrado ajudar com a fertilidade.

Existe evidência que o uso da erva Cimicifuga racemosa (acteia) pode ajudar a aumentar as taxas de gravidez quando usada sozinha ou em combinação com o clomiphene (17,18). Mais pesquisa é necessária sobre esta e outras ervas que podem ajudar pessoas com SOP que estão tentando engravidar.

Inositol é um suplemento sem prescrição que mostrou um aumento na probabilidade de ovulação assim como regulação do ciclo menstrual em pessoas com SOP, mas pode causar leve desconforto abdominal (19). Suplementos de Vitamina D podem aumentar a chance de ovulação por si só e podem fazer com que os ciclos fiquem mais regulares quando combinados com metformin (20). Sobre isso, é necessário mais pesquisas.

Aprenda sobre seu corpo e saúde feminina

A Steph do Clue te convida a ler nossa newsletter
Oi, eu sou a Steph! Enviaremos histórias educativas e curiosas sobre saúde feminina, além de compartilhar dicas e truques para você aproveitar o Clue app ao máximo!

Gravidez saudável: considerações

Alguns estudos mostram um aumento na chance de aborto espontâneo em pessoas com SOP, enquanto outros atribuem esse aumento a fatores como o excesso de peso ou obesidade, idade avançada ou uso de tratamentos de fertilidade (5,6,21,22,23).

Pessoas com a síndrome dos ovários policísticos (SOP) que estão grávidas têm mais risco de ter uma diabetes gestacional, hipertensão induzida pela gravidez, pré-eclâmpsia e nascimento prematuro (21,23). Estar com o peso saudável antes de engravidar e limitar o aumento de peso na gravidez pode ajudar a evitar estas complicações (20).

Ilustração de um microscópio

Gostou dessa leitura? Ajude-nos a criar ainda mais conteúdo: contribua com nossa pesquisa científica.

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares