X icon button to close sales banner

Red Friday deals are about to flow…

Download the app and create a free account to save on your Clue Plus subscription.

Download on iOS App StoreDownload on Google Play

Ilustração de Emma Günther

Tempo de leitura: 7 min

Que mudanças físicas esperar nos dias e meses após o parto?

by Rebekah Bhansali, MSN, CNM, e Hope Hunt, DNP, CNM Revisado clinicamente por Eve Lepage, MSN, RN
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

*Tradução: Mariana Rezende

Mudanças no seu corpo durante a gravidez são óbvias, mas as mudanças no pós-parto podem passar despercebidas. Não há limite de tempo para a duração dessas alterações. A maioria das pessoas descobre que, em vez de voltar a ser como costumava ser, seu corpo está se adaptando a um novo normal.

Muitas mudanças físicas acontecem nos primeiros dias após o parto, incluindo alterações hormonais (1). Aqui estão algumas coisas que você pode esperar do seu corpo após o parto:

Seu abdômen:

  • As cólicas são comuns nos primeiros dias, sobretudo durante a amamentação (2). Calor e analgésicos podem ajudar (2).

  • Você pode notar que sua barriga leva algumas semanas para diminuir do tamanho da gravidez (3).

  • Durante a gravidez, seus músculos abdominais podem ter se separado. Essa separação está no meio do abdômen e pode ser sentida em uma linha que começa alguns centímetros acima do umbigo, descendo pelo umbigo até alguns centímetros abaixo do umbigo (4). Essa separação (diástase dos retos) pode permanecer por meses após o parto (4). Exercícios podem ajudar a diminuir essa separação (5, 6).

Depois da cesariana:

  • Se você fez uma cirurgia de cesariana, sua incisão na pele deve cicatrizar dentro de duas a três semanas (3). É comum sentir alguma dormência ou dor perto da incisão (3).

Sangramento:

  • O sangramento vaginal após o parto é chamado de lóquios (1). Você pode esperar que seja como uma menstruação intensa nos primeiros dias (3).

  • Alguns coágulos podem ser esperados, sobretudo se tiver passado muito tempo na posição sentada e amamentando (3). O sangramento que encharca um absorvente grande em menos de uma hora ou a presença de grandes coágulos sanguíneos é um motivo para procurar ajuda médica (3, 7).

  • O sangramento deve diminuir em duas a três semanas e parará lentamente em quatro a seis semanas (3). Também é possível ter sangramento leve ou escape por até oito semanas (3).

  • É melhor não colocar nada na vagina durante as primeiras semanas para ajudar a prevenir infecções (8).

Sua vagina:

  • Após um parto vaginal, você pode ter lacerações na pele ou no músculo da vagina (1). Independente de ter lacerações ou não, sua vagina pode ficar dolorida por algumas semanas.

  • Usar um borrifador de água morna (frasco de lavagem perineal) para se limpar depois de ir ao banheiro pode ajudar com a dor e prevenir infecções (2, 9).

  • Banhos de assento ou imersões rasas em água muito quente ajudam com a dor e diminuem o inchaço (2).

  • Almofadas, compressas de gelo, analgésicos e spray anestésico podem aumentar o conforto (2).

  • A dor da laceração vaginal deve diminuir em cerca de duas semanas (9). Pode levar até seis semanas para que as lacerações cicatrizem completamente (9).

  • Devido a mudanças no hormônio estrogênio, sua vagina pode estar mais seca (3).

Urina:

  • Pode doer quando você faz xixi nos primeiros dias após o parto (2).

  • Algumas pessoas no pós-parto perdem urina quando tossem, espirram ou com certas atividades como correr e pular (10). Isso é chamado de incontinência de estresse e é comum nos primeiros meses após o parto (3).

  • Você pode fazer exercícios para fortalecer os músculos do assoalho pélvico que sustentam a bexiga. Esses exercícios costumam ser chamados de Kegels (3).

  • Informe seu médico se você continuar a notar vazamentos além de quatro a seis semanas quando fizer sua consulta pós-parto.

Digestão:

Sua digestão pode mudar depois do parto. A constipação é comum, mas a maioria das pessoas faz cocô no quarto dia (11). Existem algumas coisas que você pode fazer para ajudar a diminuir a constipação:

  • Beba muita água, pelo menos oito copos grandes por dia (3).

  • Ingerir alimentos ricos em fibras, como grãos integrais, vegetais de folhas verdes e frutas, pode ajudar a evitar a constipação (2, 3).

  • Amaciadores de fezes são frequentemente recomendados para ajudar a prevenir movimentos intestinais dolorosos nos primeiros dias após o parto (2).

Laxantes podem ser usados, mas converse primeiro com seu médico (11, 2).

Amamentação após o parto

Após o parto seu corpo está preparado para produzir leite. Os seios podem ficar grandes ou inchados e cheios de leite três a cinco dias após o parto (3). Esse processo é conhecido como ingurgitamento (2). Se não for administrada, essa experiência pode ser emocional e fisicamente dolorosa. Algumas pessoas acreditam que compressas de gelo frio, folhas de repolho ou amarrar os seios com força podem ajudar com o desconforto do ingurgitamento (13).

É importante reconhecer os sinais de uma infecção da mama, também conhecida como mastite (14). As infecções da mama têm maior probabilidade de acontecer quando o leite permanece na mama por muito tempo (14). O leite pode permanecer no peito por muito tempo se você não estiver amamentando ou bombeando leite, ou se não conseguir esvaziá-los regularmente (14). Se notar que tem febre ou se seus seios estiverem vermelhos ou quentes, procure ajuda médica imediatamente (14).

As infecções de mama geralmente precisam ser tratadas com antibióticos (14). Se não forem tratadas, podem evoluir para um abscesso mamário (14). A massagem dos seios com bombeamento ou amamentação pode ajudar a dor e o inchaço a desaparecerem mais rapidamente (2, 15).

Voltar ao trabalho após o parto

Seu corpo estará se recuperando de um intenso processo físico, ainda mais se você fez uma cirurgia. O American College of Obstetricians and Gynecologists apoia uma licença de seis semanas após o parto (16).

Exercícios físicos no pós-parto

Quando iniciar a atividade física e a quantidade recomendada geralmente depende do tipo de parto e da sua rotina de exercícios anterior (17).

Praticar exercícios logo após o parto é seguro para a maioria das pessoas (5). Se o exercício não fizer parte da rotina de sua gravidez, aumente gradualmente sua atividade em vez de começar rápido demais (5). Recomenda-se que as pessoas façam 150 minutos de atividade moderada por semana após o parto (5). Idealmente, você deve distribuir os exerícios ao longo da semana, por exemplo, 30 minutos, cinco vezes por semana (17). Lembre-se de que o objetivo de fazer exerícios no pós-parto é sentir-se bem e cuidar do seu corpo, não atingir uma meta irreal de ficar com um corpo “pré-gravidez”.

Sexo e concepção após o parto

Profissionais de saúde geralmente recomendam esperar para fazer sexo até seis semanas após o parto (18). Isso dá tempo para que as feridas vaginais ou cirúrgicas cicatrizem. A maioria das pessoas tem uma consulta de acompanhamento pós-parto e esta é uma boa chance de conversar com seu médico sobre como seu corpo está se recuperando.

Não há um tempo definido para esperar para fazer sexo (18). Uma vez que você sinta que física e mentalmente é o momento, e o sangramento vaginal pós-parto tenha parado, cabe a você decidir se quer fazer sexo (3, 19). Algumas pessoas podem se sentir prontas para fazer sexo novamente antes de seis semanas, enquanto outras podem não se sentir prontas por muito mais tempo, e tudo bem também.

A secura vaginal devido a alterações hormonais, especialmente se você estiver amamentando ou bombeando, e sensibilidade enquanto os tecidos vaginais cicatrizam podem afetar seu desejo sexual (18). Não sinta pressão de fazer sexo antes de sentir que é o momento certo. Converse com sua parceria sobre ir devagar na primeira vez. A lubrificação é útil para tornar o sexo mais confortável (20).

É possível engravidar nas primeiras semanas após o parto (12, 21). É por isso que é importante conversar com seu médico sobre os métodos anticoncepcionais adequados para você (21). Se você está pensando em engravidar no futuro, é recomendável esperar 18 meses entre as gestações (21). Gestações com menos de seis meses de intervalo aumentam a chance de complicações como baixo peso do feto e parto prematuro (22).

Recuperar-se do parto é mais do que apenas uma necessidade física

O processo de recuperação da gravidez e do parto é complexo e difere de pessoa para pessoa. Você pode experimentar muitas emoções diferentes durante o período pós-parto (23). Após o parto, é possível sentir depressão e ansiedade (24). É importante avaliar a ocorrência de depressão pós-parto nas consultas de acompanhamento, mas se você tiver dúvidas, não espere para pedir ajuda (12).

O Clue Pós-Parto é um modo disponível no Clue Plus por meio do modo Clue Gravidez, dedicado a monitorar sua saúde mental e física ao longo das semanas e meses após o parto.

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.

Esse artigo foi útil?

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.