Your Privacy

We use cookies on our website to analyze how people use it and improve the experience.

You can read more about how we use cookies in our Privacy Policy, or manage your preferences below. To continue browsing, choose one of the options below.

Ilustração: Marta Pucci

Ciclo Menstrual

O coronavírus (COVID-19) afeta a menstruação e a saúde do ciclo?

Fatos, serviços e dicas de base científica.

por Sarah Toler, Science Writer for Clue Revisado por Ekua Yankah, Gates Project Lead
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

*Tradução: Jade Augusto Gola

A epidemia global (pandemia) de coronavírus (COVID-19) está impactando decisões pessoais e de saúde das pessoas por todo o mundo.

Ainda que a maioria dos lares esteja estocando mantimentos e alimentos, quem menstrua têm preocupações extras que vão além do papel higiênico e outros produtos básicos.

Abaixo algumas dicas de como se preparar para a pandemia.

Que quantidade de produtos menstruais é recomendável ter disponível?

No momento, agências de saúde como a Centers for Disease Control (Centro de Controle de Doenças - CDC-EUA) afirmam que a disseminação do coronavírus (COVID-19) "deve durar por um longo período". No estado de distanciamento social necessário para a contenção do vírus, sair de casa para comprar produtos menstruais pode não ser o ideal. Especialistas da Harvard (Reino Unido) aconselham o planejamento para a quarentena caseira considerando haver "suprimentos extras disponíveis."

Mas o que e quanto é exatamente "extra"? A maioria das pessoas geralmente armazena um mês de suprimentos de produtos menstruais. Dois meses de estoque de produtos para o seu ciclo menstrual pode ser uma medida razoável para abastecimento durante esta epidemia. Lembre-se que embora você precise ter acesso aos produtos necessários, isso vale também para outras pessoas. Comprar o estoque inteiro de absorventes de uma loja significa que outra pessoa ficará sem o produto, então seja consciente da necessidade alheia.

Este surto é um bom momento para considerar o uso de coletores menstruais reutilizáveis como o copinho, absorventes laváveis e calcinhas menstruais, já que o isolamento social significa que você pode ter tempo para experimentar e descobrir qual coletor reutilizável funciona melhor para ti. Se você sempre quis tentar o sangramento livre (freebleeding), essa é a hora de experimentar, sem nenhum estigma social.

E já que por causa do coronavírus você está lavando as mãos com frequência e praticando higienização vigilante em casa (não se esqueça de maçanetas de portas e armários!), tenha o mesmo tipo de cuidado com os seus produtos menstruais. Ferva tudo que seja de silicone após o uso. Lave absorventes reutilizáveis e calcinhas com sabão em água quente. Lave suas mãos vigorosamente por ao menos 20 segundos antes e depois de você manusear produtos de coleta menstrual

Ao usar absorventes descartáveis , enrole o que está usado na embalagem do produto novo para que nenhum sangue menstrual fique exposto. Jogue fora no lixo, e não na privada.

O que fazer se não consigo adquirir produtos menstruais?

Até o presente momento, fabricantes de suprimentos para menstruação afirmam que suas redes de fornecedores seguem em produção normalmente. É improvável (mas não impossível) que em caso de intensificação do pânico os absorventes possam sumir de repente das prateleiras.

Quando não há opções, podemos observar o que as pessoas que menstruam fazem com recursos escassos. Se não há absorventes disponíveis, muita gente usa um paninho ou lenço de papel (1). Uma meia pode ser fina o suficiente para ser utilizada na roupa de baixo. Todo mundo que um dia já menstruou teve que improvisar em algum momento!

O que fazer se não consigo adquirir anticoncepcionais ou medicamentos?

Na Itália, onde o surto de COVID-19 aconteceu de forma dramática, todos estabelecimentos "não essenciais" foram obrigados a fechar. Farmácias e mercados seguiram abertos, fornecendo acesso a remédios e anticoncepcionais que necessitam de receita. Isso é uma boa notícia. É provável que, em caso do surto piorar onde você mora, as farmácias seguirão abertas.

Mas há outros aspectos que fazem as pessoas perder acesso a contraceptivos, como dinheiro ou viagens.

Se por qualquer razão você não conseguir adquirir seu contraceptivo hormonal, use camisinha em caso de sexo com penetração. Camisinhas externas masculinas quando usadas corretamente são 98% efetivas em evitar gravidezes não desejadas (2). Se faz tempo que você não usa camisinha, veja aqui o passo a passo e relembre de tudo corretamente. As camisinhas masculinas são geralmente disponíveis em farmácias e mercados. As esponjas e espermicidas também oferecem alguma proteção contra gravidez, são disponíveis sem receita mas são menos efetivas que as camisinhas (2).

Você também pode ligar para sua assistência médica e perguntar se é possível adquirir estoque de seu anticoncepcional para 60 ou 90 dias.

O que fazer se não consigo falar com o(a) médico(a) que me companha?

Se você precisa falar com alguma assistência médica por razões de saúde mental ou reprodutiva, primeiro ligue ou acesse seus contatos de sempre como médicos(as), centro, posto ou plano de saúde. Assim você pode ser atendido virtualmente ou à distância e receber informações sobre receitas ou refil de remédios e pílulas.

Atendimento virtual e telemedicina

Se você não tem assistência médica regular, serviços de telemedicina estão disponíveis para computador e smartphone. Devido à crise do coronavírus, o Brasil aprovou e regulamentou os serviços de telemedicina (12)—o Brasil Temedicina é um dos serviços pioneiros no país. Em Portugal, o Sistema Nacional de Saúde planeja oferecer atendimentos online por seu app MySNS Carteira, já bastante utilizado pela população (13).

Nos EUA, há os serviços Doctor on Demand e Amwell que dão acesso a profissionais de saúde física e mental. O serviço Kry dá acesso a profissionais de saúde de forma gratuita na Suécia, França, Reino Unido, Alemanha e Noruega. O governo francês também está relaxando normas para a telemedicina em resposta ao COVID-19 e as pessoas podem ter acesso a provedores de saúde através da plataforma digital Doctolib, que também funciona na Alemanha.

Na Europa, muitos sistemas de saúde pública estão fornecendo acessos a profissionais de saúde via fone ou Internet durante esta pandemia. Ligue para seu serviço de saúde local para ter mais informações. Se você tem um plano de saúde privado, eles devem ter uma linha telefônica ou app de telemedicina. Consulte-os para saber mais.

Se você necessita acesso a medicamentos de substâncias controladas (como remédios para dores de endometriose ou alguns medicamentos contra ansiedade), provedores virtuais talvez não poderão receitá-los. Neste caso, é melhor contatar o(a) médico(a) ou provedores que receitaram pela última vez tais remédios a você. Ao pedir uma nova receita, peça que seja uma receita para 60 ou 90 dias.

Você provavelmente ouviu isso no noticiário, mas se você tiver febre ou outros sintomas de COVID-19 mas está se sentindo bem, a melhor coisa a fazer é ficar em casa. Se você precisa de aconselhamento, ligue para seus provedores de saúde para informações. Consultas e visitas hospitalares devem ser reservadas para quem está muito doente.

Uma mão segurando um celular com o Clue app aberto

Baixe o Clue app para monitorar mudanças e a duração de seu ciclo.

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 1M avaliações

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 1M avaliações

Cuidados pessoais e a menstruação durante o surto de coronavírus

Lidar com uma pandemia viral inédita em que é preciso ficar isolado em casa está fazendo com que muita gente sinta-se mal.

Se você está sofrendo de ansiedade e com as incertezas, saiba que tais sentimentos são válidos e bastante normais.

O estresse pode impactar a saúde física e mental. Muita gente com ansiedade ou transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) neste momento está mais propensa a sentir-se mal. Da mesma forma, o estresse pode influenciar a duração do ciclo, os padrões de sangramento vaginal as menstruações dolorosas e sintomas pré-menstruais. É improvável que este surto vá impactar o seu ciclo, mas você pode monitorar qualquer mudança que ocorra em seu corpo e registrar no seu Clue app. Tenha em mente que o estresse é a mais provável causa de qualquer mudança em seu ciclo, e não o coronavírus.

O isolamento social necessário para o surto deCOVID-19 significa que algumas pessoas podem ter que passar ainda mais tempo com abusadores, uma situação potencialmente perigosa. Se você está em quarentena com um(a) abusador(a), tenha em mente serviços e agências locais que combatam e dão suporte contra violência doméstica e feminina. Evidências que estão surgindo sugerem que há um risco maior de violência doméstica durante este tempo estressante (4).

Se você está sofrendo muito com o noticiário sobre o coronavírus (COVID-19), a melhor coisa a fazer é focar em cuidados para você. Isso pode significar diferentes coisas para cada pessoa, mas eis algumas coisas que podemos sugerir:

  • Continue a tomar regularmente seus remédios e/ou suplementos

  • Pode ser difícil ter acesso a alimentos mais saudáveis durante o isolamento social. De todo modo, tente não comer muita "porcaria")—comida que não seja nutritiva

  • Medite ou faça um diário (5)

  • Dedique-se a algum hobby ou artesanato

  • Aproveite para consertar e arrumar a sua casa

  • Estabeleça rotinas caseiras que te agradem (6)

  • Mantenha sua rotina de sono (7)

  • Desfrute de duchas e banhos quentes e prazerosos (8)

  • Atenção ao volume de notícias que você consome (9)

Ao invés de não tirar os olhos em todas atualizações sobre o COVID-19, é melhor sentar para ler as notícias apenas em alguns momentos do dia. Tente inserir alongamentos físicos e exercícios de respiração em sua rotina diária (10). Se você vive com parceiro(a), amigos, família ou companheiros de piso, aproveite este tempo para conectar-se e focar em suas relações. Fique em contato com amigos e vizinhos por telefone ou vídeo—essas companhias virtuais podem te ajudar a lidar com tudo isso e fazer com que você se sinta bem, em conexão (11).

E lembre-se: todo mundo ao redor do planeta está vivenciando a mesma pandemia ao mesmo tempo. Nós do Clue app estamos aqui presentes para você não apenas como uma empresa, mas também como seres humanos e companheir@s. Se você busca suporte ou outros recursos, saiba que nosso time está aqui para ti. Fale conosco via Twitter e Instagram (em português!).

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares