Ilustração: Marta Pucci

LGBT+ Saúde

Como homens trans, pessoas não-binárias e de gênero fluido podem ocultar seios?

Binding: dicas e truques para o uso de binders

por Jen Bell, Ex-Autora do Clue; e Nicole Telfer, Autora Científica
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp
An image for a banner advertisement for the Ruby cup product

*Tradução: Mariana Rezende

Coisas importantes a saber:

  • A prática de binding–o uso de binders (prender o tecido mamário para ficar com a aparência de um peito liso)—é comum entre pessoas que não querem que seu peito tenha aspecto feminino.

  • Não oculte seus seios usando fitas adesivas ou plásticos. Os métodos populares mais seguros são os binders comerciais, sutiãs esportivos, layers de tecidos e bandagens e materiais elásticos.

  • Se você usa binders com frequência, assegure-se de realizar pausas no uso ao longo do dia e, inclusive, ficar alguns dias sem, porque usar binders sem parar pode ter efeitos negativos (2,4).

  • Se você planeja realizar cirurgia em breve (o procedimento para reduzir ou remover o tecido mamário), o uso frequente de binders pode afetar a elasticidade da pele e impactar o resultado da cirurgia (4,5).

Usar binders (prender o tecido mamário para ficar com a aparência de um peito liso) é comum entre homens transgênero e AFABs (pessoas que receberam a atribuição do gênero feminino ao nascer) de apresentação masculina.

Para algumas pessoas trans e não-binárias, os seios são uma fonte de disforia de gênero, já que são um lembrete visual do gênero atribuído no nascimento (1). Usar binders pode reduzir a disforia de gênero e melhorar a saúde mental, mas também pode provocar sintomas negativos para a saúde física (2).

Como as pessoas ocultam os seios?

As pessoas podem fazer o binding, ocultar os seios, de diversas formas: algumas pessoas prendem os seios com bandagens elásticas, fita adesiva ou plástico-filme. Algumas pessoas usam sutiãs esportivos ou trajes atléticos de neoprene ou compressão, ou então muitas camadas de sutiãs esportivos ou blusas. Outras pessoas usam binders disponíveis comercialmente e criados especificamente para essa função (2).

Cada pessoa faz o binding de um jeito. Algumas pessoas ocultam os seios só em ocasiões especiais, outras o fazem todos os dias. Um estudo que avaliou pessoas que usam binders relatou que uma pessoa os usam por cerca de 10 horas por dia, com os métodos mais populares como binders comerciais, seguidas por sutiãs esportivos, camadas de blusas ou sutiãs e bandagens ou materiais elásticos (2).

Riscos e efeitos colaterais de usar binders

Como muitas coisas que as pessoas fazem para modificar sua aparência externa (usar saltos altos ou barbear os pelos faciais), ocultar os seios com binders tem alguns riscos.

Os binders podem afetar a pele, os músculos e o movimento, sobretudo se feito durante longos períodos de tempo. Apertar muito a pele e o peito com materiais que não permitem a circulação livre de ar pode criar ambientes úmidos, quentes e propícios para o desenvolvimento de bactérias e infecções fúngicas. O uso de binders muito apertados pode causar danos aos tecidos e músculos subjacentes, impedir o movimento livre e até restringir a capacidade de respiração de uma pessoa.

Não existem muitos estudos sobre os efeitos do binding na saúde, por isso é importante ouvir as experiências de outras pessoas e conversar com um(a) profissional de saúde. Aqui está um guia para encontrar um profissional receptivo e acolhedor e como procurar um melhor atendimento dos profissionais com quem já se consulta.

Dois estudos que se concentram especificamente em pessoas que ocultam seios com binders foram concluídos. Os estudos são transversais, observando uma população específica (pessoas que usam binders) em um momento específico e foram publicados em 2017 e 2018. Ambos os estudos são baseados em dados de 1.800 participantes em uma pesquisa online.

Em ambas as pesquisas, a maioria das pessoas (89 a 97%) disseram ter sentido pelo menos um sintoma negativo com o uso de binders (2, 3).

Uma mão segurando um celular com o Clue app aberto

Baixe o Clue app para monitorar mudanças e a duração de seu ciclo menstrual.

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 2M+ avaliações

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

4.8

mais de 2M+ avaliações

Efeitos colaterais comuns de usar binders no peito

  • 76 a 78% alegaram problemas de pele/tecido, como sensibilidade, cicatrizes, inchaço, coceira e infecções

  • 74 a 75% das pessoas relataram dores no peito, ombros costas ou abdômen

  • 51 a 52% das pessoas relataram problemas respiratórios (como falta de ar)

  • 47 a 49% das pessoas relataram sintomas musculoesqueléticos, como mudanças posturais, perda de massa muscular ou fraturas nas costelas (2, 3)

No entanto, o uso constante de binders não tem só lados negativos. Muitas pessoas se sentem melhor psicologicamente e emocionalmente quando fazem binding. De acordo com esses estudos, o binder ajuda as pessoas a diminuir o sentimento de disforia de gênero, assim como sentimentos de ansiedade ou pensamentos suicidas, enquanto aumenta os sentimentos de confiança em público e a autoestima (2).

Fatores de risco dos efeitos colaterais do uso de binders

As pessoas que usam binders com uma frequência mais alta (todos os dias) têm mais probabilidade de sentir os sintomas negativos. Por esse motivo, evitar usar binders todos os dias pode ajudar a diminuir esse risco. O binding a longo prazo tem uma maior probabilidade de ser associado a sintomas negativos, sobretudo na pele, tecidos e problemas musculoesqueléticos (2). As pessoas com seios grandes têm uma probabilidade maior de terem problemas de pele e tecidos moles (2).

O material escolhido para um binder é determinado por questões pessoais e, portanto, é difícil determinar um tipo padrão que funcione para todas as pessoas. Um estudo mostrou que as pessoas que apresentavam mais riscos de sentirem um número maior de sintomas negativos do binding eram as que usavam binders comerciais, seguidas pelas que usavam bandagens e plástico-filme ou fita adesiva (2).

Uma das surpresas para os pesquisadores foi a quantidade mais alta de efeitos negativos encontrados nos binders comerciais, uma vez que blogs e outros recursos informais dedicados a homens trans e ao uso saudável dos binders recomendam frequentemente as peças comerciais (2, 4). Isso pode acontecer porque as pessoas usam binders muito pequenos, por muito tempo seguido ou usam mais de um ao mesmo tempo. São necessárias mais pesquisas, mas caso você escolha usar um binder comercial, pesquise, leia as avaliações do produto na internet e certifique-se de que está usando o tamanho certo para você.

Uso de binders e ajuda médica

O estudo de 2017 descobriu que quase nove em cada dez pessoas sentiu pelo menos um dos efeitos negativos ao usar binders, e oito em cada dez sentiu que era importante falar sobre a prática com profissionais de saúde. No entanto, somente três em cada 20 (15%) procurou ajuda médica para problemas de saúde relacionados aos binders (3).

Mais de metade dos participantes alegaram que o profissional de saúde com quem se consultavam tinha ciência de que eles ocultavam seios, mas entre os participantes, menos da metade realmente falava com o profissional sobre seus binders.

> As pessoas que se sentiam seguras e confortáveis em começar uma conversa sobre binders tinham uma probabilidade maior de buscar ajuda para quaisquer efeitos negativos (3).

Isso destaca a disparidade entre os cuidados de saúde que as pessoas trans precisam e o cuidado de saúde acessível ou seguro para elas. Praticamente todas as pessoas, independentemente de seu gênero, alteram seus corpos para se sentirem bem, seja fazendo binding, fumando, usando maquiagem, depilando seus pelos pubianos etc. Todos nós mudamos nossa aparência de alguma maneira para nos sentirmos mais próximos do nosso "verdadeiro eu".

Às vezes, essas atividades têm alguns riscos que exigem ajuda médica (por exemplo, fumar pode causar câncer de pulmão e muitos outros problemas de saúde, ou depilar seus pelos pubianos pode encravar pelos ou infeccionar folículos). Não existe (ou não deveria existir) vergonha nenhuma em falar com um profissional de saúde sobre os efeitos negativos dos binders. É seu corpo e sua vida, e você merece cuidados de saúde seguros e sem julgamentos.

As pessoas devem consideram tanto os benefícios para a saúde mental quanto os possíveis sintomas físicos negativos quando vão tomar decisões sobre o binding (2).

Dicas para usar binders de forma mais saudável

As pessoas ocultam os seios de maneiras diferente, o truque é descobrir qual é a forma mais saudável e melhor para você. Limite de tempo de uso do binder.

  1. Não oculte os seios com binders por mais de 8 a 12 horas. Não durma de binder. Não faça binding todos os dias. Programe dias sem usá-lo. As pessoas que fazem binding com uma frequência mais alta, por exemplo, todos os dias, têm mais probabilidade de sentir os efeitos negativos (2, 4).

  2. Evite usar binders durante as atividades físicas. Esse é um momento em que você precisa respirar fundo, mover-se livremente e tem mais probabilidade de suar. Se quer achatar seus seios durante os exercícios físicos, tente encontrar um sutiã esportivo para esse efeito.

  3. Encontre o tamanho ideal. Se você usa um binder comercial, certifique-se de que ele serve corretamente e que não é muito pequeno. Quando for comprar um binder comercial, pesquise bastante para encontrar o binder perfeito para você. Tente não usar um binder muito apertado. Se ele causar dor, cortes ou restringir sua respiração, então você precisa usar um ou dois números acima. Um binder deve permitir que você respire normalmente e que o ar circule (procure tecidos respiráveis). Condições úmidas e suadas da pele proporcionam o ambiente perfeito para erupções cutâneas e infecções fúngicas (4).

  4. Não tente esconder seios com plástico-filme, fita adesiva ou bandagens. Esses materiais estão associados ao aumento dos sintomas negativos. A fita-adesiva pode danificar sua pele e as bandagens podem ficar mais apertadas quando você se mexe. Sutiãs esportivos, camadas de blusas ou roupas de compressão esportivas ou de neoprene são as opções associadas à menor quantidade de efeitos colaterais negativos (2).

  5. Está planejando fazer uma mastectomia? Use menos binders. Caso esteja pensando em fazer uma mastectomia, não faça binding com muita frequência, porque isso pode afetar a elasticidade da sua pele e ter impactos cirúrgicos (4, 5). Alguns pesquisadores de mastectomia masculinizadora (FTM) acreditam que os binders a longo prazo podem causar uma redução na qualidade da pele, sobretudo na elasticidade, e isso pode tornar a realização da mastectomia mais complexa (5).

  6. Ouça seu corpo. Se você sente dor ou dificuldade em respirar, tire seu binder (ou outra vestimenta restritiva). Talvez o que você está usando é muito apertado ou você está fazendo *binding* por muito tempo sem pausas.

São necessárias mais pesquisas sobre e a saúde e as necessidades de homens transgêneros e pessoas de gênero fluido. Tais populações têm diferentes necessidades de cuidados de saúde e todas as pessoas devem ter acesso a cuidados de saúde adequados e personalizados.

Se você está sentindo os sintomas negativos relacionados ao uso de binders, recomendamos que você procure profissionais de saúde. Alguns pessoas sentem que acompanhar o ciclo menstrual ajuda a diminuir a disforia de gênero, e o Clue app pode te ajudar com isso.

[Leia agora: O que pessoas trans e não-binárias precisam saber sobre métodos anticoncepcionais?]

Artigo atualizado em 27 de Maio de 2020

An image for a square advertisement for the Ruby cup product
An illustration of a heart

Gostou dessa leitura? Ajude-nos a criar ainda mais conteúdo: contribua com nossa pesquisa científica. Contribua agora

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares