Fotografia: Jeremy Bishop

Dieta e exercícios

Comer soja afeta os seus hormônios?

*Tradução: Juliana Secchi

Coisas importantes a saber:

  • Evidências sugerem que a soja oferece benefícios à saúde cardiovascular, além de outros benefícios à saúde.

  • Não existe muita informação no que diz respeito à como a soja impacta os hormônios nos seres humanos.

  • Mais pesquisas são necessárias sobre a soja para determinar os riscos e benefícios.

Você provavelmente já ouviu os boatos sobre a soja. Alguns dos boatos afirmam que a soja causa câncer de mama. Algumas pessoas são céticas o suficiente para eliminar a soja de sua alimentação pois a soja contém estrogênios vegetais. Ainda assim, 35% dos norte americanos afirmam consumir alimentos e bebidas à base de soja pelo menos uma vez por semana, de acordo com o estudo Consumer Attitudes about Nutrition (Atitudes do Consumidor na Nutrição) 2019, do Comitê para o Grão de Soja (1).

É difícil nos dias de hoje evitar a soja em uma dieta tipicamente norte americana—pode ser encontrada em tudo, desde carnes processadas, margarina, chocolate e cereais até o leite de soja (2). Cerca de 98% do consumo de soja nos EUA é por parte dos rebanhos (3), alguns dos quais podem ser direcionados à produção de carne. Você deveria temer comer soja? Veja aqui o que as últimas pesquisas afirmam.

Comer soja é ruim para você?

Depende de quem você pergunta. A ciência em torno da soja ainda está evoluindo. Estudos sugeriram que dietas ricas em soja podem reduzir o colesterol e melhorar a função renal (4). Com base nessa informação, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos permitiu aos produtos contendo soja declarar que a proteína da soja pode reduzir o risco de doenças do coração (5). Contudo, em 2017, outros estudos ofereceram informações conflitantes e o Centro de Segurança Alimentar e Nutrição Aplicada propôs que as alegações positivas para a saúde relacionadas ao consumo de soja fossem revogadas (6). Em janeiro de 2019 a afirmação não havia sido revogada (7) e um novo resumo da pesquisa apoia a ideia de que o consumo de soja reduz o colesterol em aproximadamente 3–4% em adultos (8).

Como você vai ler abaixo, a soja não está só relacionada à saúde do coração. Também vem chamando a atenção da imprensa (tanto de forma positiva quanto negativa) pela sua possível influência sobre o risco de câncer, desenvolvimento humano e hormonal.

Por que algumas pessoas dizem que a soja pode ser prejudicial?

Ao longo das últimas décadas, estudos em animais comprovaram que a soja produz efeitos negativos em diferentes animais (9). Pesquisadores também acreditam que alergias à soja estão presentes em alguns animais, e algumas proteínas do grão de soja são conhecidas por causar reações alérgicas em humanos (10).

Mas estudos em animais nem sempre valem para humanos. Alguns estudos fornecem aos animais doses ou tipos de compostos de soja diferentes dos observados em seres humanos (11, 12). Também vale a pena mencionar que humanos e animais processam alimentos de forma diferente (12).

Imagem de três telas mostrando o aplicativo Clue

Monitorar o seu ciclo no Clue te ajuda a saber se eles são irregulares

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store

4.8

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

2M+ avaliações

Comer soja pode causar câncer?

Compostos da soja chamados lignanas e isoflavonas se assemelham ao hormônio sexual estrogênio, produzido pelo corpo humano (13). Em teoria, esses compostos semelhantes ao estrogênio na soja poderiam estimular cânceres dependentes de hormônios, como o câncer de mama (13).

No entanto, pesquisadores acreditam que as lignanas e as isoflavonas na verdade imitam os hormônios sexuais de forma que podem torná-los combatentes do câncer (14).

Esses compostos podem até ajudar a impedir o crescimento de células cancerígenas (15).

A Sociedade Americana contra o Câncer informa aos consumidores que os benefícios de comer alimentos de soja superam os potenciais riscos (16); ingerir esses alimentos pode até diminuir em certo grau o risco de câncer de mama (17). A organização Nutricionistas do Canadá também sugere que pessoas que tiveram câncer de mama sensível ao estrogênio não precisam evitar comer soja (18). Essas recomendações dizem respeito a alimentos de soja (como tofu), não a suplementos de soja. Mais pesquisas são necessárias para determinar os benefícios e riscos dos suplementos de soja e exatamente como os alimentos de soja em geral afetam o risco de câncer.

Comer soja pode influenciar seus hormônios?

Pesquisas sugerem que comer soja pode diminuir alguns dos hormônios associados ao ciclo menstrual em pessoas que estejam na pré-menopausa e pode aumentá-los em pessoas na menopausa (19). Os efeitos da soja podem depender da quantidade de soja consumida, bem como do tipo de soja consumida e quando é consumida (11). Ainda não é compreendido como essas mudanças poderiam afetar as pessoas que menstruam (19).

Há pouca evidência de que a soja tenha impacto na qualidade do esperma ou na testosterona (11).

Estudos em animais sugerem que podem haver pequenas alterações hormonais e reprodutivas em ratos machos quando expostos à soja de forma consistente ao longo de toda a vida (11). Mais pesquisas sobre os efeitos da soja nos seres humanos podem ajudar a entender o efeito da soja nos hormônios em todos os sexos.

A soja faz mal aos bebês?

A Academia Americana de Pediatria afirma que as fórmulas para crianças com proteína de soja são seguras para bebês a termo (20). Porém, existem poucos estudos de longo prazo em adultos que foram alimentados com fórmula de soja quando bebês, portanto, podem haver riscos e benefícios que ainda não foram totalmente compreendidos (11).

Um estudo realizado em pessoas com útero que foram alimentadas com fórmula de soja quando crianças descobriu que esse grupo tinha menstruações um pouco mais longas e mais dolorosas do que as pessoas que foram alimentadas com fórmula de leite de vaca (21). Outro estudo com crianças que foram alimentadas com fórmula de soja encontrou pequenas diferenças nos tamanhos de seus útero às 36 semanas em comparação àquelas alimentadas com fórmula de leite de vaca, sugerindo exposição ao estrogênio (22). Embora esses estudos possam indicar alguns efeitos específicos da soja, a pesquisa não levanta preocupações quanto ao desenvolvimento de bebês a termo alimentados com fórmula de soja (para seu conhecimento, a fórmula de soja não é recomendada ou elaborada para bebês prematuros) (23).

Você deveria comer soja?

A soja é cada vez mais difícil de evitar na dieta norte americana, principalmente se você come qualquer alimento processado (24). É usada em misturas infantis, farinha, queijo vegetariano, tofu e muitos substitutos de carne (2). É freqüentemente usada para preenchimento em produtos à base de carne (2). E o uso da soja está só aumentando: em todo o mundo, o consumo aumentou 5-6% ao ano nos últimos 15 anos (25).

A ciência em torno da soja não é decisiva. Na verdade, é frequentemente contraditória. É evidente que são necessárias mais pesquisas para determinar todos os efeitos positivos e negativos relacionados ao consumo da soja. No final das contas, comer muito de qualquer coisa, mesmo que seja bom para você do ponto de vista nutricional, pode ter efeitos negativos.

An illustration of a hand pressing a button

Let's support one another.

and champion menstrual health together. Make an impact today in one click.

An illustration of a hand pressing a button

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares