Ilustração: Emma Günther

Tempo de leitura: 4 min

Como monitorar os sintomas da endometriose com o Clue

Os sintomas mais comuns da endometriose e o que rastrear e observar no Clue

by Jen Bell, e Alice McGee, MD, MSc
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

A endometriose é uma doença comum, na qual o tecido semelhante ao endométrio (tecido similar ao revestimento do útero) cresce fora do útero e em outras partes do corpo (1). Isso pode levar a dores debilitantes, trazer sintomas e outras complicações. Também pode levar à dor crônica e afetar a fertilidade (2,3).

Estima-se que a endometriose afete 190 milhões de pessoas em todo o mundo, o que representa 10% das mulheres e meninas em idade reprodutiva (1). Infelizmente, muitas pessoas convivem com os sintomas e passam por um longo período antes de serem diagnosticadas. De fato, o tempo entre o início dos sintomas e o diagnóstico leva em média de sete a nove anos (3,4).

Os benefícios do monitoramento

Monitorar as suas experiências pode ser uma ferramenta muito poderosa que te ajuda a obter diagnósticos precoces e a ter melhores consultas com profissionais de saúde.

Veja o que uma usuária do Clue disse sobre sua experiência em ser diagnosticada com endomestriose:

Eu percebi os sintomas pela primeira vez há dois anos e meio e fui diagnosticada com endometriose há dois anos. O Clue me ajuda a controlar minha menstruação, que é muito longa, e também minha dor. Ele me ajuda a ter uma conversa melhor com meu médico porque posso olhar o aplicativo e me lembrar das coisas. —Nicole Hernandez

Detectar e tratar cedo a endometriose em seu início pode retardar ou reduzir a progressão e diminuir o ônus dos sintomas de longo prazo (1). Ao acompanhar as suas experiências com o Clue, você pode criar um registro detalhado dos seus sintomas, incluindo a frequência e a gravidade deles. Você pode observar quais sintomas ocorrem em determinados momentos do seu ciclo. Esses registros da sua saúde podem fornecer a profissionais de saúde informações valiosas, que podem ajudar a chegar a um diagnóstico e a formar um plano de tratamento.

Aqui outro um exemplo de alguém da comunidade do Clue que usa o aplicativo para ajudar a manter o controle de seus sintomas:

Eu notei os sintomas da endometriose pela primeira vez quando tinha dez anos, há sete anos. E fui diagnosticada há cerca de seis meses. O Clue me ajuda ao monitorar minha menstruação. —Pessoa anônima da comunidade Clue

Baixe o Clue e monitore todas as suas dores

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store
Imagem padrão

Sintomas comuns da endometriose

Algumas pessoas com endometriose podem não apresentar sintomas, mas para aquelas que apresentam, há vários sintomas comuns, incluindo (1,2):

  • Dor pélvica de longa duração, geralmente pior antes e durante a menstruação

  • Dificuldade em engravidar

  • Dor durante a penetração sexual

  • Menstruações intensas (sangramento intenso)

  • Inchaço ou náusea

  • Fadiga

  • Depressão ou ansiedade

  • Movimentos intestinais e/ou micção dolorosos

O que monitorar?

Compreender contextos (como antecedentes) e sintomas da endometriose pode te ajudar a entender o que é útil para você monitorar no Clue. Com o Clue, você tem várias categorias de monitoramento que são úteis para qualquer pessoa que tenha ou possa ter endometriose.

As categorias de rastreamento estão listadas abaixo como "essenciais" ou "úteis". As categorias essenciais estão intensamente ligadas à endometriose e provavelmente são muito comuns para quem tem a doença. As categorias úteis também estão ligadas à endometriose, mas podem não ser vivenciadas por todo mundo.

  • Essencial monitorar

  • Menstruação (incluindo a intensidade do fluxo e sangramentos de escape)

  • Dores (incluindo níveis da dor: leve, moderada, intensa e insuportável)

Útil monitorar

  • Vitalidade

  • Emoções

  • Mente

  • Banheiro

  • Digestão (inchaço, diarreia)

  • Vida sexual

  • Urina

  • Medicamentos (incluindo contraceptivos)

Utilize as nossas etiquetas personalizadas para anotar ainda mais informações sobre os níveis e lugares das dores, consultas que você tenha e sintomas adicionais.

Pode também ser útil para você consultar a análise das suas dores e o recurso de visualização de dados na aba Análise do aplicativo. Esse recurso está disponível para todo mundo que assina o Clue Plus e oferece informações detalhadas sobre quaisquer padrões que possam surgir a partir das experiências que você registra e monitora.

Como monitorar te ajuda

Às vezes, é difícil para as pessoas saberem se os sintomas que estão sentindo estão relacionados à endometriose ou a outra coisa. Os sintomas da endometriose podem começar no início da adolescência ou aparecer mais tarde na idade adulta (5). É mais comumente diagnosticada em pessoas com 30 ou 40 anos de idade (2). Os sintomas podem melhorar após a menopausa, mas esse não é o caso para todas as pessoas (1). Muitas vezes, a dor sentida por quem tem endometriose, apesar de ser grave e afetar suas vidas, é normalizada e estigmatizada, o que leva a um atraso no diagnóstico e no tratamento (1).

Monitorar os seus sintomas pode ajudar você e seu médico a identificarem quais deles estão relacionados à endometriose e também a monitorar como seus sintomas mudam com o tempo ou em relação ao tratamento.

Se estiver sentindo dor menstrual ou pélvica que interfira em suas atividades diárias habituais ou se tiver alguma preocupação com sua menstruação, marque uma consulta com um profissional de saúde e realize um exame.

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.

Esse artigo foi útil?

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.