Sua Privacidade

Ao acessar nosso site, você consente que o Clue pode usar cookies e serviços de terceiros, e coletar seus dados de uso através de um identificador único para monitorar, analisar e melhorar nosso site, e propósitos de personalização (como mostrar a você conteúdo relevante do Clue).

Leia mais em nossa Política de Privacidade sobre como usamos cookies.

Oferta exclusiva aqui no site 🎁 25% de desconto no Clue PlusAssine já
Person with underwear that has a blood stain on them

Foto: Marta Pucci

Tempo de leitura: 9 min

O que é o "sangramento livre"? Qual a importância desse movimento?

Quebrando os estigmas da menstruação

Coisas importantes a saber sobre o sangramento livre:

  • O "sangramento livre" é um movimento ativista menstrual recentemente repopularizado pelo TikTok 

  • Historicamente, as atletas femininas têm usado o sangramento livre para defender com sucesso a remoção dos impostos sobre os absorventes e, assim, combater a pobreza menstrual 

  • O sangramento livre com roupas íntimas para menstruação é mais barato porque você não precisa continuar comprando absorventes descartáveis 

O que é o sangramento livre?

O sangramento livre é a menstruação intencional, sem bloquear ou coletar o fluxo menstrual com produtos menstruais. É uma forma de ativismo menstrual que desestigmatiza a menstruação ao chamar a atenção para ela. Em vez de esconder a menstruação com produtos menstruais, as pessoas que sangram livremente deixam sangrar de propósito em seu cotidiano (1). 

O estigma da menstruação pode se manifestar em sentimentos de vergonha em relação à menstruação, ao escondermos produtos menstruais ou faltar à escola quando "desce" pra gente. O sangramento livre tem como objetivo tornar a menstruação visível, recusando-se a esconder uma experiência natural. O sangramento livre também tem sido usado para desafiar a vergonha e os tabus da época e para protestar contra os altos preços e impostos dos produtos menstruais (2).

Quando você ouve falar em sangramento livre, pode pensar: "E toda aquela roupa suja e as manchas de sangue?" Porém, há muitas maneiras de você sangrar livremente. Algumas pessoas praticam o sangramento livre sentando-se em uma toalha para ajudar na absorção em dias mais pesados, enquanto outras simplesmente sangram em suas leggings. O uso de roupas íntimas coletoras, como calcinhas menstruais, também é considerado "sangramento livre" porque você está sangrando em seu ambiente, por assim dizer. 

O movimento de sangramento livre rejeita o uso de produtos menstruais descartáveis, como absorventes, devido à preocupação com a quantidade de objetos menstruais que acabam em aterros sanitários (3). 

De onde surgiu o movimento de sangramento livre? Vamos começar do início.

Download Clue to track your period.

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store
Imagem padrão

Uma breve história do movimento contemporâneo do "sangramento livre"

2012: Fotografias de manchas da menstruação geram debate

A VICE publicou uma série de fotos de Emma Arvida Bystrom chamada "There Will Be Blood" (Haverá sangue), em 2012, com retratos de pessoas com manchas menstruais em suas roupas. Não havia nenhum texto acompanhando, mas as imagens provocaram um grande debate, incluindo uma publicação da comunidade Feministing em 2012 sobre o sangramento livre.

2015: Kiran Gandhi sangra na Maratona de Londres, aumentando a conscientização sobre a pobreza menstrual

Em 2015, a baterista Kiran Gandhi decidiu correr a Maratona de Londres sem usar absorventes. Fotos de suas leggings manchadas de sangue se tornaram virais, e sua corrida foi coberta pelo jornal The Independent:

"Uma maratona, por si só, é um ato simbólico secular. Por que não usá-lo como um meio de chamar a atenção para minhas irmãs que não têm acesso a absorventes e que, apesar das cólicas e da dor, escondem o problema como se ele não existisse?" — Kiran Gandhi, musicista

Nos EUA, mulheres e pessoas com ciclos jogam no lixo cerca de 2,5 quilos de produtos menstruais todos os anos, e Kiran Gandhi usou seu alto perfil para chamar a atenção a essa preocupação ambiental. Ela também foi rápida em apontar que um dos motivos da falta de produtos menstruais sustentáveis é o estigma da menstruação. 

2015: Ativistas do sangramento livre protestam contra o imposto sobre os absorventes

Os produtos menstruais ainda são tributados em dois terços dos países das Américas (3), o que discrimina todas as pessoas que menstruam. As pessoas com baixa renda e com deficiências são ainda mais afetadas por produtos caros com um imposto adicional, experimentando o que é conhecido como pobreza menstrual (2).  

Em 2015, depois que o governo britânico se recusou a revogar um "imposto de luxo" sobre itens de saúde menstrual, duas ativistas feministas responderam com sangue. Charlie Edge organizou um protesto em frente ao Parlamento. Ela e sua colega de protesto Ruth Howarth sangraram publicamente através de suas calças brancas para mostrar como é quando os absorventes internos e externos estão fora de alcance.

2015: Rupi Kaur chama a atenção para a censura nas mídias sociais

No mesmo ano, a artista e poeta Rupi Kaur escreveu sobre como o Instagram removeu "acidentalmente" suas fotos com tema de menstruação, duas vezes.

2016: Nadya Okamoto chama a atenção para a pobreza menstrual

Nadya Okamoto, uma ativista do sangramento livre, aborda a pobreza menstrual distribuindo produtos higiênicos em todo o mundo para os necessitados. Por meio de conversas e ativismo, ela espera esclarecer as conversas tabus que envolvem a menstruação e os produtos menstruais. Sua empresa, a Camions of Care, promove o debate menstrual em todo o mundo, lutando contra seu estigma e tornando os produtos mais acessíveis para quem precisa deles.

2017: A menstruação não é apenas para as mulheres

Em 2017, a artista, educadora e ativista transgênero Cass Clemmer publicou uma foto mostrando uma mancha de menstruação em suas calças com a hashtag #bleedingwhiletrans (sangrando como trans), para destacar que a menstruação não acontece apenas com as mulheres. Cass também criou um livro de colorir para ilustrar que pessoas de todos os gêneros menstruam.

2024: A nova onda do sangramento livre no TikTok

O movimento do sangramento livre vê um renascimento no TikTok, onde os mesmos sentimentos sobre a menstruação e os tabus que a cercam estão ecoando em todo o mundo. As usuárias estão cansadas de ver sua menstruação como um incômodo ou uma inconveniência para os outros e estão começando a se opor às campanhas de marketing clássicas das empresas de absorventes. Em vez de se esconderem durante a menstruação ou usarem produtos discretos para a menstruação, as pessoas estão aceitando as manchas de sangue da menstruação. Eles estão usando isso como uma chance de lembrar aos outros que isso é apenas uma parte normal da vida.  

Por que as pessoas "deixam sangrar"?

Há muitos motivos pelos quais as pessoas optam pelo sangramento livre. Algumas o fazem como um ato político, para desestigmatizar a menstruação ou chamar a atenção para o custo dos produtos menstruais. Outras veem o sangramento livre como uma escolha pessoal. 

Embora não haja benefícios comprovados para a saúde associados a ele, alguns praticantes do sangramento livre podem se sentir mais em sintonia com seus corpos. Muitas pessoas relataram que o fluxo sanguíneo e as cólicas melhoraram com o sangramento livre. 

A sangria gratuita pode ser ecologicamente correta porque menos resíduos acabam no aterro sanitário. Comprar calcinhas para menstruação ou realizar o sangramento livre também é mais barato. O impacto ambiental dos produtos reutilizáveis para a menstruação é um dos principais motivos pelos quais algumas pessoas optam por calcinhas menstruais (5). 

Como realizar o sangramento livre

Considere usar calcinhas menstruais ou uma toalha

A roupa íntima para menstruação é a maneira mais fácil e menos bagunçada de evitar o sangramento. As calcinhas menstruais têm a aparência e o toque de uma roupa íntima comum, para você poder se sentir confortável. Eles também podem ser menos irritantes do que os produtos tradicionais para a menstruação com fragrâncias e outros ingredientes não naturais. 

Se você decidir sangrar livremente sem calças, pode sentar-se em uma toalha para evitar manchar os móveis da casa. Se quiser sair em público, você pode usar leggings escuras para minimizar a visibilidade das manchas se não quiser que outras pessoas vejam as manchas. Algumas pessoas também esperam para sair de casa até que a menstruação esteja mais leve, por motivos de conforto. Considere a possibilidade de levar roupas extras, roupas íntimas e calcinhas para usar durante a menstruação. Você também pode levar uma bolsa adicional para guardar roupas sujas ou calças íntimas.

Recomendações sobre sangramento livre e calcinhas menstruais 

A roupa íntima para menstruação vem em cores diferentes e se parece com qualquer outra roupa íntima que você tenha. As empresas geralmente produzem estilos diferentes, como tangas, shorts masculinos ou cortes de biquíni. 

O sangramento livre é seguro?

Sim, o sangramento livre é seguro. Você não está se colocando em risco de contrair nenhum problema de saúde ao sangrar livremente, portanto, se preferir sangrar abertamente, vá em frente. Certifique-se de que os produtos menstruais e as toalhas sejam mantidos limpos para reduzir o risco de infecção (6). Esteja ciente de que doenças transmitidas pelo sangue, como HIV e hepatite, podem ser transmitidas pelo sangue menstrual (7, 8).

Como o Clue pode te ajudar a sangrar livremente?

No Clue, acreditamos no ativismo da menstruação para normalizar e desestigmatizar várias questões. Nosso app te ajuda a sangrar livremente ao monitorar a intensidade da sua menstruação, para que você possa planejar quando o sangramento livre pode funcionar melhor para você. Com o Clue, você tem tudo o que precisa. 

Download Clue to track your period.

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store
Imagem padrão

Perguntas Frequentes

  • Qual é a sensação do sangramento livre?

Algumas pessoas descrevem como natural ou libertador. Pode ser menos perceptível do que o uso de produtos menstruais tradicionais. As pessoas que realizam o sangramento livre dizem que os absorventes tendem a se acumular e os tampões podem ser desconfortáveis, enquanto o sangramento livre dá a sensação de que a menstruação é apenas mais um dia.  

  • O sangramento livre faz com que a menstruação termine mais rápido?

Não há nenhuma pesquisa científica que relacione o sangramento livre a uma menstruação mais curta. Algumas pessoas podem relatar isso, mas isso pode ocorrer porque elas não estão usando produtos tradicionais e, portanto, não estão acompanhando a menstruação tão de perto. 

  • O sangramento livre é perigoso?

O sangramento livre não é perigoso, mas o sangue menstrual e outros fluidos corporais podem transmitir doenças (9). Para evitar a transmissão de doenças, o sangramento livre deve ser feito com as devidas precauções sanitárias para promover um ambiente seguro para as pessoas ao seu redor. 

  • Você pode sangrar livremente na cama?

Sim, você pode sangrar livremente na cama. Você pode usar uma toalha ou calcinha íntima se precisar de algo absorvente para reduzir as manchas. Algumas empresas fabricam calcinhas à prova de menstruação que são projetadas especificamente para uso noturno. 

  • O sangramento livre é confuso?

O sangramento livre não precisa ser confuso. Se você se preocupa em manchar suas roupas ou móveis, experimente as calcinhas menstruais. Elas vêm em diferentes níveis de absorção, para que você possa se sentir confortável desde os dias de fluxo mais leve até os mais intensos. Você pode jogá-las diretamente na lavadora e na secadora, portanto, a limpeza é fácil.

Artigo publicado originalmente em 20 de outubro de 2017.

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.

Esse artigo foi útil?

Você também pode gostar de ler:

Leitura relacionada

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.