X icon button to close sales banner

Red Friday deals are about to flow…

Download the app and create a free account to save on your Clue Plus subscription.

Download on iOS App StoreDownload on Google Play
Mulher vestida de maneira casual, sentada na cadeira com as mãos juntas

Foto: Susi Vetter

Reading time:11min

O que acontece durante um aborto

Conheça os tipos e procedimentos de aborto em lugares onde ele é permitido por lei, como Portugal, e onde há restrições, caso do Brasil.

by Hannah Reiser, OBGYN Medically reviewed by Dr. Ghazaleh Moayedi
  • Compartilhar este artigo no Twitter
  • Compartilhar este artigo no Facebook
  • Compartilhar este artigo pelo WhatsApp

O aborto (ou abortamento) é mais comum do que se imagina. Estima-se que cerca de três em cada dez gestações em todo o mundo terminam em aborto (1). Nos EUA é cerca de uma em cada cinco (2) e pode ser até cerca de dois em cinco, dependendo das circunstâncias que envolvem a gravidez, como gravidez indesejada (3). Cerca de uma em cada quatro mulheres americanas de 45 anos terão passado por um aborto na vida (4).

Segundo a Pesquisa Nacional do Aborto 2016, no Brasil, quase 1 em 5 mulheres, aos 40 anos já teve, pelo menos, um aborto. (25)

Nos EUA, com dados de 2018, a maioria dos abortos acontece nas primeiras nove semanas de gravidez e quase todos eles (9 em 10) acontecem no primeiro trimestre (as primeiras 13 semanas de gravidez) (5). O aborto é seguro e eficiente para quem não quer continuar uma gestação (6, 7, 8).

É bom saber o que esperar antes e durante um aborto. Monitorar em um app como o Clue pode te ajudar a manter um registro pessoal para você e seu(ua) médico(a), além de te ajudar a ter um senso de controle sobre algo que, apesar de uma experiência comum, possa ser desconhecido.

Você já deve ter ouvido falar do aborto como aborto induzido. Isso o diferencia do que se chama de aborto espontâneo.

O acesso ao aborto é limitado e/ou está ameaçado em muitas partes do mundo. No mundo inteiro, há muitas restrições legais que não significam menores taxas de aborto. Países com mais restrições têm mais abortos clandestinos e inseguros (com as eventuais consequências relacionadas ao aborto inseguro). Este artigo descreve o processo de abortamento em áreas e países onde há legalização do aborto, ou seja, onde há direito e acesso por lei a serviços de saúde para isso. Para saber mais sobre o acesso ao aborto legal no Brasil e em Portugal, acesse este artigo.

Use o Clue para acompanhar a regularidade de seus ciclos

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store
Imagem de três telas mostrando o aplicativo Clue

Antes de um aborto, você pode não ter uma menstruação e notar sintomas de gravidez

Se o seu ciclo menstrual costuma ser previsível, você pode suspeitar que esteja grávida assim que perceber que a menstruação não veio no tempo esperado.

Sintomas iniciais de gravidez antes de um aborto

As mudanças hormonais causam os sintomas iniciais da gestação. Não há um momento “típico” para começar a sentir os sintomas da gravidez—algumas pessoas sentem-se diferentes dentro de uma ou duas semanas após uma menstruação perdida, mas a maioria apresentará alguns sintomas na sexta semana de gravidez. Esses sintomas costumam ser diários e persistentes (9). Um sangramento de escape leve pode ocorrer no início da gravidez. Até uma em cada quatro pessoas apresenta sangramento de escape no primeiro trimestre da gravidez (10).

O que esperar durante os diferentes tipos de aborto

Algumas clínicas dão a opção de escolher entre um aborto medicado (também conhecido como pílula abortiva) e um aborto por aspiração (também conhecido como aborto cirúrgico, procedimento de D&C ou aborto na clínica) (11). Sua escolha pode depender de quantas semanas tem sua gravidez, o tempo que cada método leva, e a preferência por estar em casa ou em uma clínica (11). Recomendações e procedimentos também podem variar de país para país.

Quando se vai a uma consulta de aborto, a clínica pode solicitar atendimento com um conselheiro ou membro da equipe de saúde sobre a decisão. Essa pessoa deve responder a quaisquer perguntas que se possa ter e informar sobre opções de contracepção após o aborto, embora você não precise começar com anticoncepcionais se não quiser. Eles também querem garantir que a decisão seja sua e que não haja pressão por parte de ninguém.

Um profissional de saúde fará um exame físico e alguns testes, incluindo exames de sangue. Em algumas clínicas um ultrassom poderá ser feito para confirmar a idade da gestação e quais são as opções possíveis. Os profissionais de saúde devem fornecer instruções por escrito sobre medicamentos, quem contactar se houver alguma dúvida depois de ir para casa e o que esperar durante ou imediatamente após o aborto (11).

Você também pode se preparar para um aborto com algumas coisas reconfortantes ao redor. Se o aborto é feito numa clínica, é necessário que alguém ajude no retorno para casa se você tomou medicação sedativa.

O que acontece durante um aborto medicado

Um aborto medicado é quando usa-se pílulas (11). Existem duas opções para o aborto medicamentoso: uma usa Mifepristone e Misoprostol, e a outra usa apenas Misoprostol. De qualquer forma, esse tipo de aborto pode ser feito assim que a gravidez começa e geralmente está disponível até a semana 10-12 da gravidez e, às vezes, mais tarde, dependendo de onde você mora (11).

Na maioria das vezes, o primeiro comprimido que você vai tomar é um medicamento chamado mifepristona, que bloqueia o hormônio progestorona que faz com que uma gravidez se desenvolva (12). Outro remédio será fornecido para você levar para casa e, em alguns lugares, você marcará uma consulta de acompanhamento uma ou duas semanas após o aborto (12).

Em casa você tomará um medicamento chamado misoprostol. O misoprostol pode ser tomado de 6 a 72 horas após o mifepristone, mas o momento e a via que seu médico recomenda podem depender das leis locais e do seu histórico de medicação pessoal (11, 13, 14).

O misoprostol causa cãibras/contrações no útero e amolecimento do colo do útero, o que empurra o revestimento interno e seu conteúdo. O medicamento é um tipo de prostaglandina, semelhante ao que causa cólicas menstruais regulares (12). O nível de cólicas, dor e sangramento pode ser intenso e pode depender do momento da gravidez (15). Você pode tomar uma medicação antináusea cerca de meia hora antes de tomar o misoprostol, e pode tomar um analgésico (ibuprofeno) antes ou durante o processo de aborto (11). Não tome aspirina ou qualquer medicação para dor que possa aumentar o sangramento (11).

Os abortos medicamentosos no primeiro trimestre são seguros e muito eficazes. Mais de 95 em cada 100 pessoas que fazem aborto medicamentoso não precisam de tratamento adicional (16,17). No pequeno número de casos em que as pílulas não funcionam completamente, outra pílula ou um aborto processual é usado como acompanhamento. Complicações mais graves são muito raras, ocorrendo em menos de 0,4 por 100 casos (6, 17,18).

Benefícios/vantagens do aborto medicamentoso:

  • Dependendo da sua localização, um aborto medicamentoso pode estar disponível assim que você souber que tem uma gravidez.

  • Isso pode evitar injeções ou anestesia, e você provavelmente terá algum controle sobre quando tomar a segunda pílula

  • Pode haver a opção de estar em casa (ou onde for mais confortável) e moldar o espaço da forma que melhor atenda às suas necessidades

  • Você pode escolher ter alguém com você, ou pode ficar a sós

  • Há mais tempo e espaço para processar a experiência, se isso for significativo para você

Riscos/desvantagens do aborto medicamentoso:

  • Leva 1-2 dias para completar o aborto

  • Sangramento e cólicas podem ser bastante intensos/dolorosos e duram mais do que com um aborto cirúrgico

  • As pessoas podem se perguntar se seus sintomas são normais quando estão em casa, o que pode ser estressante

  • Dependendo da localização, os abortos medicamentosos geralmente não estão disponíveis tão tarde na gravidez quanto outros métodos

O que acontece durante um aborto cirúrgico

Um aborto cirúrgico é um procedimento para remover o conteúdo do útero. Acontece em uma clínica ou hospital. Dependendo da localização, um aborto cirúrgico geralmente está disponível em qualquer estágio da gravidez, mas algumas clínicas não o oferecem após a 12ª semana, por isso é importante verificar (19). Depois de saber com quantas semanas de gravidez você está, o tempo até o procedimento varia. Algumas pessoas podem fazer o procedimento no mesmo dia, outras devem esperar ou talvez voltar outra hora para se preparar para o procedimento (19).

Existem medicamentos administrados no momento do procedimento, como um antibiótico e analgésicos para ajudar nas cólicas. Um profissional de saúde conversará com você sobre as opções de gerenciamento da dor. Você pode ter a opção de ficar em estado totalmente acordado, sonolento ou dormindo durante o procedimento (11). Um anestésico local é uma injeção dada ao redor do colo do útero para bloquear a dor e permite que você fique consciente durante o procedimento. Pode ser administrada também uma sedação que deixa a pessoa muito sonolenta, mas consciente. Uma anestesia geral deixa você completamente dormindo, mas isso nem sempre está disponível para abortos de rotina (11). Converse com sua clínica sobre isso com antecedência para saber quais são suas escolhas e o que esperar.

Durante o procedimento, seu profissional de saúde fará um exame pélvico. Se você tiver sedação, esse medicamento será administrado por meio de um pequeno tubo no braço ou nas costas da mão. Em seguida, um espéculo é inserido na vagina, para abri-la levemente para que o colo do útero possa ser facilmente alcançado (assim como em um teste de Papanicolau). Uma medicação entorpecente é então injetada ao redor do colo do útero. Se você não recebeu nenhum medicamento ou colocação de dilatadores osmóticos para preparar seu colo do útero para o procedimento, seu profissional de saúde o fará neste momento, inserindo algumas pequenas ferramentas de tamanhos diferentes para ajudar a abrir o colo do útero. Eles então inserem uma ferramenta longa e fina através do colo do útero no útero e usam um dispositivo de sucção portátil, ou máquina de sucção, para aspirar o interior do útero, removendo o tecido da gravidez, bem como o embrião. O procedimento geralmente leva cerca de 5-10 minutos. Após o procedimento e uma vez que você tenha se recuperado da medicação anestésica (se você as recebeu), você geralmente pode ir para casa em seguida (19, 20).

Os abortos cirúrgicos de primeiro trimestre são seguros e eficazes: de 99 vezes em 100, tudo funciona bem na primeira vez (6). Em casos raros, um procedimento de acompanhamento pode ser necessário. Complicações mais graves são muito raras, ocorrendo em menos de 0,2 por 100 casos nos EUA (6, 12).

Benefícios/vantagens do aborto cirúrgico:

  • O procedimento termina em poucos minutos e o desconforto dura pouco tempo, aliviado pelo anestésico

  • Há menos sangramento do que um aborto medicamentoso

  • Os membros da equipe médica estarão com você e você pode precisar apenas de uma consulta na clínica

  • Um aborto cirúrgico às vezes pode ser feito mais tarde na gravidez do que um aborto medicamentoso, dependendo das leis locais e das clínicas disponíveis. Eles também são um pouco mais eficazes do que os abortos medicamentosos.

Riscos/desvantagens do aborto cirúrgico:

  • Trata-se de um procedimento; instrumentos são inseridos através da vagina para abrir o colo do útero e então esvaziar o útero

  • Às vezes, os anestésicos e analgésicos podem causar efeitos colaterais

  • Você tem menos controle sobre o procedimento, a ambientação, a posição que seu corpo fica e, potencialmente, também sobre quem pode fazer companhia para você na sala

  • A ferramenta aspiradora usada para o procedimento pode ser barulhenta às vezes, o que é bom estar ciente com antecedência

  • Algumas clínicas podem não oferecer aborto cirúrgico tão cedo na gravidez quanto é o aborto medicamentoso

Sensações durante o aborto

A decisão de fazer um aborto pode ser fácil ou difícil. Para algumas pessoas, é um momento muito estressante, já para outras é simples. Cada pessoa e situação é diferente. Abortos ocorrem para gestações desejadas e indesejadas, por uma infinidade de razões. Conversar com amigos, familiares ou um parceiro sobre sua decisão ou experiência pode ser útil para algumas pessoas. Para outras, pode levar a um estresse adicional.

Um grande estudo realizado nos Estados Unidos examinou se as pessoas achavam que sua decisão de abortar era a certa para elas ao longo dos três anos após o aborto (21). Cerca de 99 em cada 100 pessoas sentiram que tomaram a decisão certa quando questionadas sobre isso em vários momentos ao longo dos três anos após um aborto (20). As pessoas relatam experimentar tanto emoções positivas, como alívio, e às vezes emoções negativas relacionadas ao aborto. O estigma da comunidade e a falta de apoio social podem contribuir para emoções negativas. Um estudo recente nos EUA descobriu que as pessoas a quem foi negado um aborto desejado eram mais propensas a sofrer com pobreza, violência doméstica e problemas de saúde (21-23). As pessoas que conseguiram realizar um aborto desejado tiveram menos estresse financeiro, foram capazes de criar filhos em ambientes mais estáveis ​​e eram mais propensas a querer mais filhos no futuro (21, 24).

Continue lendo nossa série sobre aborto para saber mais sobre o que esperar imediatamente após um aborto e nas semanas seguintes a um aborto.

Quaisquer que sejam suas escolhas e experiências ao fazer um aborto, saiba que você não está só.

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Baixe o Clue para acompanhar seu ciclo e detectar sintomas iniciais de uma possível gravidez.

Você também pode gostar de ler:

Artigos mais populares

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.