Sua Privacidade

Ao acessar nosso site, você consente que o Clue pode usar cookies e serviços de terceiros, e coletar seus dados de uso através de um identificador único para monitorar, analisar e melhorar nosso site, e propósitos de personalização (como mostrar a você conteúdo relevante do Clue).

Leia mais em nossa Política de Privacidade sobre como usamos cookies.

Oferta exclusiva aqui no site 🎁 25% de desconto no Clue PlusAssine já
Elemento químico de magnésio.

Ilustração: Marta Pucci

Tempo de leitura: 4 min

Magnésio e o ciclo menstrual

O magnésio ajuda com problemas relacionados à menstruação?

*Tradução: Juliana Secchi

Como profissional clínica com mais de vinte anos de experiência, prescrevo regularmente magnésio para a Tensão Pré-menstrual (TPM), Síndrome do Ovário Policístico (SOP) e sintomas da perimenopausa. Eu passei a confiar no magnésio como um dos meus tratamentos naturais favoritos para reduzir o estresse, melhorar a resistência à insulina e aliviar sintomas como dismenorreia (menstruações dolorosas) e ondas de calor. 

A eficácia do magnésio foi demonstrada em alguns estudos e ensaios clínicos, os quais foram compilados em uma revisão bibliográfica de 2017 intitulada Magnésio na Prática Ginecológica (1). Nessa revisão, os autores concluem que há "um papel importante do magnésio na prevenção e no tratamento de várias condições relevantes para a saúde da mulher" (1).

Espero que, com ainda mais pesquisas, o magnésio um dia chegue ao consultório de todos os profissionais de saúde como tratamento padrão. A seguir, alguns dos potenciais benefícios do magnésio para a saúde menstrual.

4.8

Ilustração de uma avaliação cinco estrelas

Registre e monitore as cólicas em seu Clue app.

  • Baixe o Clue app na App Store
  • Baixe o Clue app na Play Store
Imagem padrão

Magnésio pode reduzir o estresse

O magnésio acalma o sistema nervoso e reduz a atividade do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal (HPA) (2). O resultado é menos ansiedade e níveis mais baixos do hormônio do estresse conhecido como cortisol. A redução do estresse pode afetar positivamente seu ciclo menstrual, saúde e bem-estar.

O magnésio pode melhorar a resistência à insulina e ajudar a SOP

Foi demonstrado que a suplementação de magnésio melhora a resistência à insulina, uma condição metabólica cuja insulina é cronicamente elevada, frequentemente associada a síndrome dos ovários policísticos (SOP) (3). Contudo, a pesquisa sobre os benefícios gerais do magnésio para a SOP é menos clara (4).

Se o magnésio ajuda na resistência à insulina, então ele pode ser um suplemento útil para muitas das consequências negativas à saúde de longo prazo que estão associadas a essa condição. Os benefícios do magnésio para pessoas com SOP foram demonstrados em um estudo onde a co-suplementação magnésio-zinco-cálcio-vitamina D melhorou o metabolismo da insulina de 30 pacientes com SOP em 12 semanas (5).

Magnésio e tensão pré-menstrual (TPM)

De acordo com uma revisão bibliográfica recente, o magnésio é um tratamento para a tensão pré-menstrual baseado em evidências (1). Alguns pesquisadores propõem que ele possa funcionar acalmando o sistema nervoso e "normalizando as ações de diferentes hormônios (principalmente progesterona) no sistema nervoso central" (6).

Dica: O magnésio funciona melhor em combinação com vitamina B6 (7) e pode ser usado para prevenir enxaquecas pré-menstruais (1)

O magnésio pode ajudar a prevenir dores menstruais

Tomado diariamente, o magnésio pode prevenir a dismenorreia (cólicas menstruais) em algumas pessoas (1). Ele atua relaxando o músculo liso do útero e reduzindo as prostaglandinas que causam dores menstruais (1,8).

O magnésio pode aliviar os sintomas da perimenopausa e menopausa

O magnésio pode aliviar os sintomas da transição para a menopausa (1). Por exemplo, em um estudo, o magnésio reduziu as ondas de calor da menopausa em mulheres que estavam se submetendo ao tratamento do câncer de mama e não podiam tomar reposição hormonal (11).

Você deveria testar para deficiência de magnésio?

Infelizmente, o exame de sangue padrão "soro de magnésio" não pode detectar deficiência de magnésio, e uma leitura normal pode induzir você e seu profissional de saúde ao erro. Ao invés disso, você pode considerar o teste "magnésio de glóbulos vermelhos" que é um pouco mais preciso, mas ainda pode não detectar uma deficiência de magnésio em todo o corpo.

A deficiência de magnésio é comum; cerca de dois terços dos norte-americanos não consomem magnésio em quantidade suficiente (12). Uma maneira de saber se você pode estar deficiente em magnésio é tomar um suplemento e ver como você se sente. A menos que você tenha doença renal crônica, o magnésio é seguro para uso a curto e longo prazo. Algumas formas (como o cloreto de magnésio) podem causar diarreia, mas as formas mais suaves (como o glicinato de magnésio) costumam não causar efeitos colaterais.

Recomendo 300mg diários tomados diretamente após a refeição.

O melhor tipo de suplemento de magnésio

Você pode obter um pouco de magnésio de alimentos como vegetais de folhas verdes, chocolate e nozes. Ainda assim, talvez seja necessário complementar, uma vez que o magnésio é reduzido pelo estresse (13).

Recomendo glicinato de magnésio ou bisglicinato (o mineral unido ao aminoácido glicina). É o tipo de magnésio que é mais absorvível e o menos susceptível de causar diarreia. O bisglicinato de magnésio tem o benefício adicional da glicina, que acalma o sistema nervoso e melhora a sensibilidade insulínica (14,15). A maioria dos suplementos de magnésio pode ser adquirida sem receita médica em sua farmácia ou loja de suplementos local. Antes de iniciar qualquer novo suplemento dietético, é importante conversar com seu profissional de saúde. 

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.

Esse artigo foi útil?

Você também pode gostar de ler:

Leitura relacionada

ilustração da flor do Clue app
ilustração da flor do Clue app

Viva em sintonia com seu ciclo, baixe o Clue hoje.